Alívio
Após polêmica, pai de Meghan Markle volta atrás e promete ir a casamento
Caso seja autorizado a deixar o hospital, ele voará dos EUA para Londres. 'É um momento histórico. Quero fazer parte da história'
Reprodução/Veja SP
A declaração foi depois da denúncia de que ele havia forjado fotos dos preparativos para a cerimônia

Um dia depois de ter cancelado sua ida ao casamento real, o pai de Meghan Markle voltou atrás e afirmou que vai sim levar a filha ao altar.

Após um contato da filha, Thomas Markle veio a público dizer que fará o possível para comparecer. “Detesto a ideia de perder um dos momentos mais importantes da história, que é levar minha filha ao altar”, disse. Caso seja autorizado a deixar o hospital, ele voará dos Estados Unidos para Londres. “É claro que quero levá-la. É um momento histórico. Quero fazer parte da história.“

O diretor de fotografia aposentado havia dito ao site TMZ que sofrera um ataque cardíaco há seis dias e não queria “envergonhar a filha”. A declaração foi depois da denúncia de que ele havia forjado fotos dos preparativos para a cerimônia.

Segundo ele, Meghan tentou contatá-lo por telefone, mas ele não atendeu por estar longe do aparelho. Ela teria então mandado uma mensagem dizendo-se preocupada com a saúde dele. Ainda de acordo com o relato ao TMZ, ela não se ofendeu com o bafafá do falso flagra.

De acordo com o Daily Mail, o flagra de Thomas provando ternos para a cerimônia e vendo fotos da filha com o príncipe na internet foi combinado com um paparazzo. A relação da futura monarca com a família paterna é distante. Ela não convive com o pai e os meios irmãos desde os seis anos, quando Thomas e a mãe dela se divorciaram.

 

 

Fonte: Veja