Inovação
Uber deve lançar serviço de bikes elétricas no Brasil em 2019
As bikes usam componentes próprios, que não podem ser reaproveitados caso retirados, e são mais pesadas do que as oferecidas pelos rivais
JUMP Bikes/Divulgação
Serviço de aluguel de bicicletas deve chegar primeiro em São Paulo

A Uber deve ir além dos carros e começar a oferecer bicicletas elétricas no Brasil em breve. De acordo com reportagem do UOL Tecnologia, a empresa pretende lançar o serviço de aluguel de bikes, chamadas de Jump — nome da startup adquirida pela companhia em maio — no decorrer do ano que vem, começando pela cidade de São Paulo.

A data certa ainda não revelada, mas a estreia deve acontecer em breve. O serviço já funciona em 10 cidades nos EUA. Para usar os transportes de duas rodas, o usuário não precisará instalar um segundo aplicativo. Será preciso apenas escolher entre “Pedalar” ou “Viajar” na tela inicial do app.

Caso o cliente opte por andar de bicicleta, uma lista com os veículos disponíveis nos arredores será exibida. Bastará, então, ir até um deles, digitar um código mostrado no app para desbloquear e começar a usar. As bikes não deverão ficar em um “estacionamento”, como ficam as do Itaú, mas sim espalhadas pela cidade, mais ou menos como acontece com as do serviço Yellow — outro que estreou recentemente em São Paulo.

Segundo a reportagem, as bikes usam componentes próprios, que não podem ser reaproveitados caso retirados, e são mais pesadas do que as oferecidas pelos rivais. Mas por um bom motivo: as Jumps, da Uber, têm todo um sistema elétrico que deverá fazer a maior parte do esforço na hora de subir ladeiras.

Ainda não há um preço definido para o uso das bicicletas no Brasil. Nos EUA, no entanto, os primeiros 30 minutos custam 2 dólares. Passado o período, a cobrança se dá por minuto extra.

 

 

Fonte: Exame