sexta, 26 de maio de 2017
Facebook
Página ‘Baleia rosa’ propõe desafios para combater jogo da ‘Baleia azul’
Postagens no Facebook estimulam bem-estar e valorização da vida
Divulgação
A "Baleia rosa" foi criada por um designer e uma publicitária paulistas que trabalham juntos

Uma página no Facebook chamada “Baleia rosa” foi criada no Facebook, na última quinta-feira, com o intuito de combater o jogo da Baleia Azul, série de 50 desafios cujo objetivo final do jogador é acabar com a própria vida. A página propõe desafios como “escreva na pele de alguém o quanto você a ama”, “poste uma foto usando a roupa que te faz sentir bem” e “faça carinho em alguém”.

A “Baleia rosa” foi criada por um designer e uma publicitária paulistas que trabalham juntos. Os administradores contaram ao GLOBO que a página tem recebido muitas mensagens de crianças pedindo ajuda e, por isso, não querem se identificar para não dar um rosto para a página.

— Eu vi essa história da baleia azul e pensei em fazer alguma coisa ligada ao desafio só que 100% voltada para o bem. Queríamos mostrar que a internet também tem forças para fazer coisas positivas — disse um dos criadores do projeto.

Os administradores também contaram que entraram em contato com uma psicóloga para ajudar a responder os casos mais sérios. Eles também enviam o número do Centro de Valorização da Vida (CVV) para quem está buscando ajuda.

— Estamos alertando as crianças para não entrarem nesses tipos de grupo, é muito perigoso. Também estamos procurando um caminho profissional porque estamos falando com pessoas que estão passando por situações muito difíceis e queremos arrumar uma forma de ajudar. O nosso pensamento é continuar recebendo mensagens e ajudando como der.

A “Baleia rosa” também tem perfis no Twitter e no Instagram, além de um site próprio. Os administradores estimulam que as pessoas compartilhem imagens das tarefas realizadas com o objetivo de impulsionar a corrente de bem-estar.

— A gente quer espalhar cada vez mais, o resultado já foi tão positivo. A nossa ideia é continuar espalhando o bem e mensagens positivas.

 

 

Fonte: O Globo