quinta,
Publicidade
x fechar anúncio
Vem aí
O BlackBerry voltou: celular retornará em 2017 – com o saudoso teclado
As primeiras informações indicam que o novo BlackBerry 'oferecerá a mais completa segurança de smartphone para um Android'
Divulgação
Provavelmente o novo aparelho não será uma ressurreição completa dos antigos

O amado Blackberry, celular que marcou época no fim da primeira década dos anos 2000, ganhará um novo modelo. E com um teclado, experiência cada vez mais rara no mundo dos smartphones com touchscreen. A gigante chinesa TCL anunciou a volta do modelo para este ano durante a feira de tecnologia CES (Consumer Electronics Show, que ocorre em Las Vegas, nos Estados Unidos.

No último ano, a marca BlackBerry deixou de produzir, armazenar e distribuir os telefones próprios, que ainda contam com fãs saudosistas pelo mundo. Em dezembro, a chinesa TCL assinou um acordo para poder usar o nome BlackBerry – na prática, a empresa já produziu os últimos modelos do celular.

Por sinal, os últimos modelos do celular, pouco apreciados pelo público, pareciam ser realmente o fim da marca. Mas o anúncio desta terça (4) mantém a lenda viva. O novo aparelho, que aparentemente terá o nome “Mercury”, e pretende ser destaque em segurança, produtividade e confiança.

O destaque fica para o teclado físico Qwerty, no estilo dos celulares da década de 2000, provavelmente acompanhado de uma tela touch. O dispositivo com Android será anunciado na CES, no qual a segurança do sistema ficará à disposição.

As primeiras informações indicam que o novo BlackBerry “oferecerá a mais completa segurança de smartphone para um Android”, segundo o site norte-americano Mashable.

Provavelmente o novo aparelho não será uma ressurreição completa dos antigos, que contavam com o sistema operacional BlackBerry OS que fez muito sucesso principalmente no mundo empresarial antes dos smartphones dominarem o mundo.

Na época do lançamento do revolucionário iPhone (data que completará 10 anos na próxima semana), a consultoria Gartner chegou a soltar uma nota em que desaconselhava o uso do aparelho da Apple por empresas. O mais indicado então? O BlackBerry.

 

 

Fonte: Uol