segunda,
Tecnologia
Chineses desenvolvem dispositivo que carrega celular com movimentos corporais
Equipe tentava há alguns anos criar aparelhos que pudessem aproveitar a energia mecânica gerada pelas pessoas, por meio, por exemplo, de caminhadas
carregador celular
American Chemical Society/Divulgação
Dispositivo a base de papel que coleta e armazena energia produzida por movimentos corporais

Apesar dos avanços nos aparelhos portáteis, a necessidade de conectá-los à uma fonte de energia para carregá-los ainda parecia longe de ser superada. Até agora. Pesquisadores chineses desenvolveram um dispositivo à base de papel que pode alimentar baterias apenas com movimentos do corpo.

A equipe tentava há alguns anos criar aparelhos que pudessem aproveitar a energia mecânica gerada pelas pessoas, por meio, por exemplo, de caminhadas. No entanto, as peças desenvolvidas no início da pesquisa eram pesadas e demoravam horas para carregar os dispositivos usados como teste.

Os cientistas, então, apostaram em um material diferente para o gerador: papel, em inspiração no “papercut”, a arte de cortes do material feita desde o século VI na China. A intenção era criar uma ferramenta mais eficiente e leve. Depois, o produto foi revestido com ouro e grafite, responsáveis por armazenar a energia acumulada. Resultado: o tempo para a carga total passou de horas para minutos.

Por enquanto, o dispositivo só foi testado em aparelhos que consomem menos bateria, como controles remotos e relógios de pulso. Mas os pesquisadores acreditam que já é um passo para, no futuro, carregarmos celulares e notebooks com os nossos movimentos.