Investimento
Negócios: aprenda qual é o melhor forno para a produção de pizzas
Para quem possui uma pizzaria ou mesmo um restaurante ou lanchonete que também conta com pizzas, a questão é qual o melhor forno para este fim
Shutterstock.com
Na hora de abrir um negócio, muitas questões entram em pauta, como a aquisição de novos equipamentos

Na hora de iniciar o planejamento para a abertura de um novo negócio ou mesmo para a reforma de um comércio já existente, muitas questões entram em pauta, como a aquisição de novos equipamentos. Para quem possui um estabelecimento como uma pizzaria ou mesmo uma padaria, restaurante ou lanchonete que também conta com pizzas em seu cardápio, a questão é: qual o melhor forno para este fim?

Escolhendo o melhor forno para suas necessidades

Escolher o forno certo é crucial, afinal ele será responsável pela produção do alimento no ponto certo. Mas entre os modelos existentes no mercado, qual será mais interessante: o forno a lenha, o forno elétrico ou o forno a gás para pizzaria?

Escolha que era natural entre os donos de pizzaria mas que vem dando lugar a opções mais sustentáveis, o forno a lenha é responsável pelo sabor defumado da massa, que é a característica da fumaça resultante da queima da madeira. No entanto, justamente o diferencial do forno a lenha é seu ponto mais complicado: a queima da lenha emite poluentes na atmosfera e resíduos que podem impactar negativamente na saúde dos colaboradores que trabalham em frente ao forno todos os dias.

Além disso, há uma questão em relação ao armazenamento da madeira, que ocupa um espaço considerável, que poderia ser utilizado para ampliar o salão ou mesmo não ser necessário se o empreendedor busca um local de menor porte.

Já o forno a gás para pizzaria apresenta vantagens em relação ao espaço ocupado, assim como o forno elétrico. Além disso, ambos os modelos não emitem resíduos na atmosfera durante sua utilização, e produzem pizzas crocantes e saborosas. A principal diferença entre um e outro é a economia: o forno elétrico acaba sendo uma opção mais onerosa, visto que o consumo de energia é alto, em contraponto à economia gerada pelo uso do gás.

Compare todas as funcionalidades e possibilidades de cada equipamento antes de decidir o melhor para o seu estabelecimento, e coloque na ponta do lápis todos os gastos com cada modelo, considerando também o custo-benefício a curto, médio e longo prazo.