Copa 2018
Treinador da Arábia Saudita quer que time jogue com posse de bola para vencer
Juan Antonio Pizzi acredita que Arábia Saudita pode vencer Rússia na abertura da Copa do Mundo, apesar da desvantagem de jogar como visitante diante dos anfitriões
Paul Ellis/ AFP/ Getty Images
Treinador da Arábia Saudita, Juan Antonio Pizzi

O treinador Juan Antonio Pizzi acredita que a Arábia Saudita pode vencer a Rússia na abertura da Copa do Mundo, apesar da desvantagem de jogar como visitante diante dos anfitriões. Para conseguir o bom resultado, a expectativa do técnico argentino é a de manter a posse de bola durante a partida, que vai ser disputada no estádio Luzhniki, em Moscou, ao meio-dia (horário de Brasília) desta quinta-feira, 14.

“O meu estilo de competir é aproveitar cada momento com a bola, cada situação, e tratar de me impor mediante a tomar a iniciativa, que se consegue por meio da posse de bola. Nosso objetivo atual é vencer a Rússia”, garantiu o treinador em coletiva de imprensa nesta quarta-feira.

De acordo com o Pizzi, o único foco no momento é a partida de estreia. “Cada rival tem características diferentes. Vamos tomar a iniciativa contra a Rússia, tratando de encontrar seus defeitos e barrar suas virtudes”, afirmou o técnico argentino, que defendeu a seleção da Espanha no Mundial de 1998 por ter dupla nacionalidade.

Capitão da seleção saudita, Osama Hawsawi afirma que o objetivo da equipe é passar de fase, o que não acontece desde a edição de 1994, quando a Arábia Saudita venceu pela última vez em Copas. “Não creio que seja impossível. Acho que devemos fazer tudo que pudermos para nos classificarmos”, disse o defensor de 34 anos.

Fora do Mundial desde 2006, a Arábia Saudita terá outros dois compromissos no Grupo A depois do duelo com a seleção anfitriã. Os sauditas também enfrentarão o Uruguai, no dia 20, em Rostov, e o Egito, no dia 25, Volgogrado.