Adiamento
Fábio Carille tem retorno adiado ao Corinthians; auxiliar é vetado no clube
Al-Wehda, quarto colocado na competição nacional, ainda procura um substituto para o treinador brasileiro
Juan Mabromata / AFP
Carille, treinador de futebol

Estava tudo certo para o técnico Fábio Carille retornar ao Corinthians nesta semana. No entanto, a pedido da diretoria do Al-Wehda, o treinador permanecerá por mais dois jogos no clube árabe e só deverá voltar ao Brasil na próxima semana.

O Al-Wehda, quarto colocado na competição nacional, ainda procura um substituto para Carille. Na sexta-feira, a equipe enfrentará o Al-Taawon, que está em quinto lugar. No dia 13, terá pela frente o Al-Ettifaq, que está em sétimo. Só depois o treinador será liberado para se apresentar ao Corinthians.

A diretoria do clube paulista não confirmou se fez o pagamento da rescisão contratual de US$ 700 mil (cerca de R$ 2,5 milhões) ao Al-Wehda. Carille deixou o Corinthians em maio e assinou por duas temporadas com o clube árabe.

Nos bastidores, comenta-se que um dos motivos da volta do treinador foi a decepção com os dirigentes árabes, que não cumpriram a promessa de montar um elenco forte. Enquanto comanda o Al-Wehda nesses jogos, Carille começará, à distância, a planejar o trabalho para a próxima temporada.

Carille trará quase toda a comissão técnica de volta ao Corinthians. Estão confirmados o auxiliar técnico Leandro da Silva, o observador técnico Mauro da Silva, o preparador físico Walmir Cruz e o coordenador Denis Luup. A exceção será o preparador de goleiros Mauri Lima, por não ter boa relação com o presidente Andrés Sanchez.

Jair Ventura, demitido na segunda-feira, deixou o time com retrospecto de rebaixado, com aproveitamento de 31,6% dos pontos Em 19 jogos, foram apenas quatro vitórias, com seis empates e nove derrotas.