Sul-Americana
Everaldo pede que Fluminense ‘esqueça’ gramado e torcida na Arena da Baixada
Atlético-PR vinha de 12 vitórias seguidas como mandante até perder para o Bahia na semana passada, no jogo que ficou com a vaga nas semifinais nos pênaltis
Divulgação / FFC
Everaldo, jogador do Fluminense

O Fluminense visita o Atlético-PR nesta quarta-feira na abertura das semifinais da Copa Sul-Americana. Para decidir a vaga no Maracanã, no dia 28, o time tricolor tenta superar o ótimo retrospecto do adversário como mandante, fruto da pressão da torcida e do gramado sintético utilizado na Arena da Baixada

“A gente veio aqui para jogar futebol, dificuldade vai ter por conta do gramado e da torcida, que vai apoiá-los, mas temos que esquecer todas as dificuldades quando entrar em campo e focar para fazer um bom trabalho”, declarou o atacante Everaldo nesta terça.

O Atlético-PR vinha de 12 vitórias seguidas como mandante até perder para o Bahia na semana passada, no jogo que ficou com a vaga nas semifinais nos pênaltis. Por outro lado, o Fluminense faz ótima campanha como visitante nesta Sul-Americana: em quatro partidas, perdeu apenas uma e venceu três, inclusive diante do tradicional Nacional-URU, semana passada, em Montevidéu.

“Nos jogos que fizemos fora de casa, entramos concentrados e focados, fizemos boas partidas. Esperamos repetir contra o Atlético-PR, fazer um bom jogo, até porque se tratam de dois jogos, são 180 minutos. Temos que tentar fazer a primeira parte bem feita amanhã para decidir no dia 28”, comentou Everaldo.

Nesta quarta, o Fluminense deve contar com Léo, que voltou ao time no duelo do fim de semana com o Vasco e ainda não está nas melhores condições físicas, além de Gum, que também se recuperou de contusão, jogou em Montevidéu e foi poupado no clássico.

Everaldo exaltou a importância de Gum em campo em um confronto decisivo como esse. “A importância do Gum é enorme, gigantesca, sabemos da experiência que ele tem, da liderança dentro de campo É um cara que nos ajuda bastante e faz muita diferença.”

Se não promover nenhuma grande surpresa, o técnico Marcelo Oliveira vai levar o Fluminense a campo com: Julio César; Gum, Ibañez e Digão; Léo, Richard, Jadson, Sornoza e Ayrton Lucas; Everaldo e Luciano.