Posicionamento
Associações criticam possibilidade de extinção da Secretaria de Esportes do RN
Ideia de acabar com a Secretaria que se volta, principalmente, para o fomento do esporte amador no Rio Grande do Norte não foi bem aceita pelas associações
Competição de Judô ao longo dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte (JERNS)
José Aldenir / Agora Imagens
Competição de Judô ao longo dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte (JERNS)

Entre as 18 medidas que o governador Robinson Faria (PSD) encaminhou para apreciação e possível aprovação na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte nesta semana está a extinção da Secretaria Estadual de Esportes e Lazer (SEEL).

Na proposta encaminhada pelo Executivo, a pasta, que atualmente trabalha de forma independente, seria agregada a Secretaria de Educação e Cultura (SEEC), passando, desde já, a fazer parte de uma trilogia nos órgãos do Governo estadual.

No entanto, a ideia de acabar com a Secretaria que se volta, principalmente, para o fomento do esporte amador no Rio Grande do Norte, não foi bem aceita por diversas associações que são auxiliadas pelo órgão do Poder Executivo, entre elas as Federações de Judô, de Atletismo, Aquática e do Desporto Escolar.

“Desde que foi criada, a SEEL tem assumido um papel de protagonismo na execução e elaboração de políticas públicas em relação ao esporte e o lazer no Rio Grande do Norte”, destaca a nota.

Confira abaixo a manifestação na íntegra das associações:

Manifesto a favor do esporte e contra extinção da SEEL

Chamamos a atenção da sociedade para a Convocação extraordinária da Assembleia Legislativa, solicitada pelo Governador, na qual apresenta 18 pontos de ajustes administrativos e financeiros, dentre esses a mensagem 185/2018 que trata da extinção da Secretaria Estadual do Esporte e do Lazer (SEEL/RN), como uma das ações para o saneamento financeiro do Estado. Importante esclarecer que o orçamento da SEEL/RN previsto para 2018 representa 0,03% do orçamento geral do Estado, portanto a sua manutenção não representa nenhum impacto financeiro que justifique a sua extinção e inclusão no pacote de ajuste fiscal encaminhado ao poder legislativo pelo Governo do Estado.

A SEEL foi criada no segundo governo Wilma de Faria e desde então tem assumido o papel de protagonismo na elaboração e execução das políticas públicas e ações referentes ao segmento do esporte e do lazer no Rio Grande do Norte. Temos a certeza que há muito ainda o que se fazer (concurso público específico para a SEEL, aumento do orçamento, melhor atendimento aos pleitos das Federações Estaduais, programas efetivos na perspectiva da melhoria da saúde e qualidade de vida entre outras ações), mas também é uma questão de justiça destacar que mesmo com o menor orçamento entre as Secretarias Estaduais, muito têm sido realizado pelos gestores passados e atuais e pelos 23 profissionais que atualmente estão lotados na SEEL/RN.

Assinam o manifesto

Tibério Maribondo do Nascimento – presidente da Federação de Judô RN (FJERN);
Maria Magnólia Figueiredo – Presidente da Federação Norteriograndense de Atletismo (FNA);
Maria Magnólia Figueiredo – Presidente da Federação Norteriograndense de Atletismo (FNA);
Francisco Borges de Araújo – Presidente do CREF16/RN;
Roberto Cabral – Presidente do Conselho Estadual de Desporto;
Gileno Souto – Presidente da Federação Norteriograndense de Desporto Escolar (FNDE);
Hugo César Reis Câmara – Presidente do Sindicato dos Profissionais de Educação Física (SINDPEF/RN);
Vereador Robson Carvalho – Presidente da Comissão de Esportes da Câmara Municipal de Natal;
Danielle Araújo Mafra – Secretária de Esportes de Natal;
Andrey Valério da Silva – Corpo técnico da SEEL;
Fábio Bezerra – Corpo técnico da SEEL;
Pablo Costa – Corpo técnico da SEEL;
Fábio Romano Freire – Professor do IFRN.