segunda,
Decisão
ABC encara Potiguar em busca da confirmação do título do 2º turno na Arena das Dunas
Equipes medem forças na noite desta quarta-feira, 19, em busca do título da Copa Rio Grande do Norte, equivalente ao segundo turno do torneio local
Andrei Torres / ABC FC
ABC e Potiguar no último domingo, 16

Tranquilo. É assim que o ABC vai entrar em campo na noite desta quarta-feira, 19, para encarar o Potiguar de Mossoró na Arena das Dunas em duelo válido pela segunda partida da final da Copa Rio Grande do Norte, o segundo turno do Campeonato Potiguar. Depois de aplicar 4 a 0 no primeiro jogo, disputado no último domingo, 16, o Alvinegro pode perder até pelo mesmo placar que ainda assim estará garantido na final geral do torneio contra o Globo, agendada para se iniciar neste fim de semana.

Para este jogo, a equipe de Ponta Negra terá alguns desfalques, como por exemplo o zagueiro Cleiton Potiguar e o lateral-esquerdo Romano, vetados pelo Departamento Médico em razão de pequenas lesões sentidas no segundo tempo do jogo do último domingo. Em seus lugares deve entrar Tiago Sala e Luiz Felipe, respectivamente. Pelo menos foram eles os escolhidos naquela ocasião pelo treinador Geninho.

O comandante abecedista, inclusive, lamentou os problemas que terá para montar a equipe neste jogo. Ele admitiu que esperava contar com todo o elenco, muito embora exista uma grande vantagem construída. “Infelizmente, aquilo que temíamos se concretizou. O Cleiton e o Romano, que saíram do jogo passado lesionados, ainda não estão recuperados e estão fora do jogo. São dois jogadores importantes, mas trabalhamos nesta terça-feira para buscar os substitutos, acertar os detalhes e vamos com o que temos de melhor”, contou.

Quem também vai ficar de fora do jogo desta quarta-feira diante dos mossoroenses será o goleiro Edson. Ele, que se envolveu em uma confusão com torcedores alvirrubros no primeiro tempo do jogo passado e em seguida discutiu com o técnico Geninho, acabou sendo barrado pelo treinador como forma de punição. Na coletiva depois daquele jogo, o comandante já havia demonstrado sua insatisfação com a atitude do camisa 1. Desta maneira, Júnior Beliatto defenderá a meta alvinegra e terá a missão de não tomar gols na Arena.

“Conversei com o Edson e ele reconheceu que errou. Primeiro que ele não deveria brigar com torcedor porque se o juiz visse isso poderia ter expulsado ele de campo, aí ele teria que cumprir a automática, poderia ser julgado e apenado. O segundo ponto foi a reação que ele teve em relação à comissão técnica. Não pode acontecer. Foi uma punição que achei que deveria colocar no jogador de imediato, para que servisse de exemplo, para que nenhum outro caso semelhante a esse acontecesse”, frisou Geninho.

Sobre o jogo, o treinador lembrou que ainda não existe nada definido. “Conquistamos uma boa vantagem no primeiro jogo, mas ainda não garantimos o título. Temos um segundo jogo e não podemos entrar relaxados, pois podemos ser surpreendidos. O Potiguar tem um bom time e pode muito bem fazer um, depois outro e complicar a partida. Por isso, venho conversando com o grupo que precisamos entrar focados e espero um bom resultado para confirmarmos o nosso título”, complementou Geninho.

Do lado do Potiguar, o treinador Pedrinho Albuquerque trata como ‘milagre’ uma possível remontada alvirrubra na final. Os jogadores também não pensam diferente. Para o volante Sidney, o resultado da primeira partida de fato não estava nos planos do Time Macho, mas ele lembrou que, caso o título não seja mais possível, ainda há um outro objetivo a ser conquistado pelo clube.

Aquele resultado não era o que esperávamos. Precisamos assimilar esse resultado negativo, mas sabemos que é um jogo de 180 minutos. Temos que levantar a cabeça e ir em busca da vitória. Até porque uma vitória no segundo jogo garantirá a nossa equipe na Copa do Brasil e na Série D da próxima temporada. Então temos que acreditar, porque é possível vencer. Temos condições”, disse.

Quem também lembrou das vagas na Copa do Brasil e Série D do ano que vem foi o atacante Hugo. Para manter a equipe motivada, ele se apega a essas possibilidades, que carecem apenas de uma vitória simples para serem concretizadas. “Será um jogo difícil, mesmo com o ABC tendo conquistado uma boa vantagem, mas precisamos vencer para colocar o Potiguar em competições importantes como a Copa do Brasil e Série D”, declarou.