domingo,
Publicidade
x fechar anúncio
Fase ruim
Com 6 derrotas seguidas, Geninho volta a entregar o cargo no ABC; diretoria rejeita
Treinador revelou insatisfação imensa após revés para o Luverdense-MT no último sábado 15, em Lucas do Rio Verde; dirigentes não querem saída do comandante
Reprodução / Instagram
Reunião da diretoria do ABC com o técnico Geninho

O momento do ABC não é nada fácil. Nos últimos seis jogos que o clube disputou dentro do Campeonato Brasileiro da Série B, foram seis derrotas registradas. Os algozes são de várias partes do país: CRB-AL, Boa Esporte-MG, Guarani-SP, Náutico-PE, Londrina-PR e Luverdense-MT. Nestes duelos, o time abecedista marcou apenas três gols e sofreu 12. Seu saldo no torneio que já não era bom caiu drasticamente: agora é de 9 negativo. A briga, que antes se dava na parte de cima da tabela, hoje é no setor inverso. Com 12 pontos, o time já está a cinco de deixar a zona de rebaixamento e é apenas o vice-lanterna do campeonato.

Logo depois do revés para o Luverdense no último sábado 15, o mais recente dos seis, o treinador do ABC, Geninho, voltou a deixar o seu cargo a disposição da diretoria Alvinegra. Depois da derrota para o Náutico, há duas rodadas, o comandante já havia deixado os dirigentes à vontade caso achassem melhor optar pela sua demissão. No entanto, assim como naquele momento, a diretoria Alvinegra rejeitou a sugestão do treinador e bancou sua permanência. Tão logo a delegação chegou em Natal vinda do Mato Grosso, a cúpula abecedista se reuniu com o técnico e reafirmou a confiança no trabalho.

“Deixei meu cargo à disposição da diretoria faz duas rodadas. Quando as vitórias não acontecem, é normal a mudança de comando técnico. Infelizmente o ABC não está conseguindo vencer, então é preciso sentar novamente, ver qual é a melhor opção para a instituição, porque não adianta continuar insistindo com o que não vem dando resultado. O meu cargo está novamente à disposição da diretoria para eles avaliarem o que é melhor para o clube”, declarou Geninho, visivelmente chateado com o momento do time, depois do revés para o clube mato-grossense em Lucas do Rio Verde neste sábado.

Na chegada da delegação, o presidente do ABC Judas Tadeu Gurgel, o vice-presidente de futebol Leonardo Arruda Câmara e outros membros da diretoria conversam com o comandante e buscaram, sobretudo, verificar se existe algum tipo de racha no elenco. Na conversa, Geninho negou que o clima esteja pesado no vestiário Alvinegro e voltou a cobrar reforços. Até agora, desde que o treinador colocou seu cargo a disposição, apenas um nome foi anunciado: o do atacante Daniel Cruz, que deve estrear nesta terça 18 contra o América Mineiro, no Frasqueirão.

Em declaração dada ao programa Arena da TV Ponta Negra, Leonardo Arruda declarou que o ABC vem mantendo contato constante com alguns atletas, todavia, as contratações estão sendo demoradas porque a diretoria quer minimizar as chances de erros, até mesmo devido a situação financeira do clube. “Estamos buscando mais alguns atletas, estamos conversando com um atacante, mas não podemos contratar apenas para ser mais um. A prioridade é por atletas que estejam em atividade e que cheguem para resolver nossos problemas”, declarou o dirigente.

Nas duas próximas rodadas, o ABC enfrentará duas equipes que estão brigando na parte de cima da tabela. Além do América Mineiro, adversário desta terça em Natal, o Alvinegro vai encarar o Criciúma-SC no sábado 22, no Estádio Heriberto Hülse, em Santa Catarina. A intenção do time é voltar as vencer os jogos, uma vez que sua situação na parte de baixo da tabela de classificação tem ficado cada vez mais complicada com o distanciamento dos adversários.