sexta, 26 de maio de 2017
Obrigação
Instituições têm até esta quinta-feira para preencher Censo da Educação Superior
Censo reúne informações sobre as instituições de ensino superior, cursos de graduação presencial ou a distância, cursos sequenciais, vagas e mais
Reprodução
Instituições devem responder a um questionário pela internet

Institutos e Centros Tecnológicos Federais, Faculdades Federais e demais instituições de educação superior estaduais, municipais, privadas e especiais têm até hoje (20) para preencher os dados do Censo da Educação Superior, realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As instituições devem responder a um questionário pela internet.

O Censo reúne informações sobre as instituições de ensino superior, cursos de graduação presencial ou a distância, cursos sequenciais, vagas oferecidas, inscrições, matrículas, ingressantes e concluintes e informações sobre docentes nas diferentes formas de organização acadêmica e categoria administrativa.

De 24 de abril a 5 de maio, o Inep verificará a consistência dos dados declarados pelas Instituições de Ensino Superior (IES). O prazo para as universidades federais foi encerrado em 7 de abril. A verificação será concluída esta semana.

Após a verificação da consistência, o sistema do Censo é reaberto para conferência e validação dos dados pelas instituições e, na sequência, o Inep realiza rotinas de análise na base de dados do Censo para conferir as informações. Só depois dessa fase de conferência o Censo é finalizado.

O Censo é pré-requisito para a participação das instituições em programas do Ministério da Educação (MEC), como o Programa Universidade para Todos (Prouni), o Programa de Financiamento Estudantil (Fies) e as bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Ele também subsidia a avaliação, o cálculo do Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Índice Geral de Cursos (IGC), indicadores da qualidade da educação superior.

Os dados do Censo também compõem o Indicador Aluno Equivalente – Graduação, utilizado para a distribuição de recursos orçamentários para as universidades federais.