Em São Gonçalo
Federação das Indústrias inaugura novo espaço para capacitação e ensino
Centro de Educação e Tecnologia está em um terreno próximo à Ponte de Igapó que tem 9,8 mil m² e uma área construída de 4,8 mil m²; investimento foi de R$ 9,4 milhões
Divulgação/Fiern
Foram investidos aproximadamente R$ 8,8 milhões em 4.800 metros quadrados

O novo Centro de Educação e Tecnologia do SENAI, na Grande Natal, está inaugurado e pronto para iniciar as atividades de formação profissional, ensino e prestação de serviços de inovação, com o atendimento a alunos, trabalhadores e empresas. No local, próximo à Ponte de Igapó, também vai funcionar uma unidade do SESI para educação básica.

A inauguração foi na manhã desta sexta-feira, 15. Na ocasião, o presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, anunciou que o Centro será denominado Flávio José Cavalcanti de Azevedo, ex-presidente da Federação e atual secretário estadual de Desenvolvimento Econômico.

“Inauguramos este Centro de Educação e Tecnologias do SENAI e esta Unidade Operacional do SESI, que têm uma posição privilegiada, bem próximo aos limites territorial de São Gonçalo do Amarante com o município de Natal, na pujante Zona Norte, e onde serão oferecidos cursos, serviços e soluções para empresas e instituições. Trata-se de uma obra muito relevante para o Sistema FIERN e, sem qualquer pretensão arrogante, para todo o Estado. Em síntese, é um qualificado Centro de Ensino”, afirmou o presidente do Sistema FIERN.

Ele lembrou que o projeto para instalação da unidade começou em 2012, coordenado por Flávio Azevedo, que na época presidia a FIERN. “A partir de então, além da burocracia própria da compra e transmissão da propriedade [o prédio abrigou o Diário de Natal], o Sistema FIERN dedicou-se a construção e consolidação dos projetos, ao articular os recursos financeiros, contando com o apoio sempre decisivo do presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga”, narrou Amaro Sales.

“Este local é importante. Temos o aeroporto internacional e temos potencial quando se trata do turismo religioso. Aqui é mais uma oportunidade para os são-gonçalenses buscarem aprimoramento e mais capacitação profissional”, declarou o prefeito.

O Centro de Educação e Tecnologia está em um terreno, próximo à Ponte de Igapó, que tem 9,8 mil metros quadrados e uma área construída de 4,8 mil metros quadrados. O investimento no projeto foi de 9,4 milhões, com 944 mil de contrapartida do Departamento Regional do SENAI-RN.

No local, o SENAI vai disponibilizar cursos de formação profissional, em instalações que contam com laboratórios especializados – marcenaria/carpintaria, instalações hidráulicas, elétrica, edificações/ revestimentos, simuladores de máquinas pesadas, informática, materiais e desenho técnico), além de prestar serviços tecnológicos para o setor cerâmico. A Unidade Operacional do SESI, no mesmo local, haverá oferta de vagas para turmas do ensino médio e educação de jovens e adultos.

O Centro conta ainda com biblioteca, área de convivência e outros equipamentos próprios a uma unidade de ensino. Haverá também uma edificação de inovação e transferência de conhecimento e tecnologia, fruto de um Termo de Parceria com a Alemanha, por intermédio da qual está sendo erguida uma “Casa Sustentável”, um modelo de edificação ecologicamente correta e viável.

Na inauguração, o prédio foi abençoado pelo Arcebispo Dom Jaime Vieira Rocha. A solenidade foi acompanha pelo reitor do IFRN, Wyllys Abel Farkat; pelo prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emídio; o ex-prefeito Jaime Callado; o presidente da Câmara de São Gonçalo do Amarante, Raimundo Mendes; a secretária estadual de Educação, Cláudia Santa Rosa, o representante da Fecomércio, Francisco Sá; o superintendente do SEBRAE-RN, José Ferreira de Melo Neto, o cônsul da Alemanha, Axel Geppert.

Também estavam presentes o vice-presidente da FIERN, Pedro Terceiro de Melo, o diretor primeiro secretário, Heyder de Almeida Dantas, o diretor segundo secretário, Djalma Barbosa da Cunha Júnior e o diretor segundo tesoureiro, José Garcia da Nóbrega, além dos demais diretores e presidentes de sindicatos, e gestores do Sistema FIERN.