segunda,
Torneio
Alunos do IFRN disputam competição de Robótica na França
Estudantes passarão por 2 dias de competição, na quinta e sexta-feira da próxima semana, mas chegam antes à capital francesa para a fase de treinamentos
Reprodução
Estudantes de Robótica do IFRN

Uma rotina pesada de treinamentos é o que vem marcando os dias de Hawllysson Gardel, Bruna Soares e Geraldo Filho, estudantes do Campus Pau dos Ferros do IFRN, além de Erik Campelo, Anderson Clemente, Fernanda Guilherme e Noémia Medeiros do Campus Santa Cruz. Eles embarcam neste sábado, 1º de abril, para a França, onde vão disputar o “Challenge Robotique 2017”. O Desafio de Robótica, em tradução livre, acontece no Lycee Touchard Washington, na cidade de Le-Mans.

Os estudantes passarão por 2 dias de competição, na quinta e sexta-feira da próxima semana, mas chegam antes à capital francesa para a fase de treinamentos, em que estudantes de todo mundo se reúnem para calibrar e preparar seus robôs. A empolgação para conseguir um bom resultado vem fazendo os meninos e menina passarem horas aprimorando seus projetos de robótica. “Nem lembramos que vamos para França. Nossa mente, nossas noites estão nesse robô”, comentou Erik. “Não paramos para imaginar que vamos a outro país, apenas acordamos e dormimos lembrando do robô. Aliás, o que é dormir?”, brincou Anderson, os 2 do Campus Santa Cruz.

Os estudantes vêm sendo acompanhados de perto pelos seus professores orientadores. Do Campus Pau dos Ferros, o professor Bonfim Aquino. Já em Santa Cruz, Lennedy Soares, Salomão Sávio e Lucileide Medeiros. Desses, apenas Salomão não acompanha a delegação. Bonfim e Lennedy seguem como técnicos-orientadores das equipes, enquanto Lucileide é a representante do IFRN da Comissão de Acompanhamento de Ações de Intercâmbio entre o IFRN e os Liceus Franceses. Além do Lycee Touchard Washington, fazem parte da cooperação com o Instituto os liceus Eugène Livet e Douda.

A parceria faz parte dos esforços para a internacionalização da Instituição. Foi através dessa cooperação que as equipes conseguiram o credenciamento para o “Challenge Robotique”. Os estudantes do Campus Pau dos Ferros venceram a II Olimpíada de Robótica do IFRN, que aconteceu durante a Secitex realizada no Campus Parnamirim, e viajam com financiamento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação do Instituto. A equipe do Campus Santa Cruz ficou em 3º lugar na competição promovida pelo IFRN e viaja através de articulação do Campus.

ROBÓTICA EDUCACIONAL

Empolgado, o estudante e jovem pesquisador Hawllysson Gardel, do Campus Pau dos Ferros, reconhece a importância da robótica educacional e relata aprendizados e valores que o grupo vem adquirindo desde que iniciou o projeto: “tivemos que nos dedicar, chegando passar dias e noites na escola. Mesmo não obtendo bons resultados nas primeiras competições, nunca desistimos. Desde que nos envolvemos com projetos de robôs, já participamos de 5 competições, sendo 3 Olimpíadas Brasileiras de Robóticas (OBRs) e 2 Olimpíadas de Robótica do IFRN. Ao longo do tempo, fomos progredindo até a premiação máxima, como o topo do pódio da II Olimpíada de Robótica do IFRN”.

O professor Bonfim Aquino comenta que o desenvolvimento do robô faz com que os alunos se envolvam com diversas disciplinas: “eles precisam estudar muita programação, além de Eletricidade, Eletrônica, Matemática, Física, sem contar com o desenvolvimento de habilidades para tarefas manuais, a criatividade,  perseverança e a lógica. O orientador e os jovens pesquisadores citam utilidades que o projeto do robô é capaz de tornar realidade: “é um protótipo capaz de agregar várias configurações, como ensinar álgebra a um estudante, desarmar uma bomba a partir de uma garra, resgatar uma vítima, como fizemos na Secitex, entre outras aplicações”, explicou Bonfim.

Os robôs levados pelas equipes do IFRN são construídos com base na plataforma arduíno. Eles têm sensores que interagem com o meio externo e traduzem a realidade em sinais elétricos, processados pelo arduíno para tomar as decisões de movimento.