Atrações
Programação da Festa inclui leilões, concursos, desfiles e julgamentos
Programação começa nesta sexta, a partir das 17h, com abertura oficial no Parque Aristófanes Fernandes pelo presidente da Anorc, Marcelo Passos Sales, e pelo governador Robinson Faria
Anorc / Divulgação
Festa do Boi preparou área para exposição de animais durante o evento, além dos desfiles, haverá leilões das mais diversas raças

A abertura oficial da Festa do Boi acontece na sexta, 12, a partir das 17h, pelo presidente da Anorc, Marcelo Passos, e pelo governador Robinson Faria. Deverão participar da solenidade de abertura, que acontece no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, dirigentes de núcleos e associações de criadores, representantes de parceiros e patrocinadores da Festa.

No sábado, 13, começam os concursos e leilões, além da exposição de animais puros e mestiços. Bovinos, equinos, caprinos e ovinos fazem parte do rebanho que está no parque ao longo da festa. Serão mais de 300 expositores. No total, mais de 2,5 mil animais puros de origem (PO), de linhagem genética de excelência, oriundos de estados de todo o Nordeste e genética de todo o Brasil estarão em exposição e concorrendo nos concursos de raças.

Serão realizados seis leilões nas noites de sábado, 13 (Nuleite); domingo, 14 (Leilão Emparn e Convidados); terça, 16 (ANQM – Cavalos Quarto de Milha 29 anos); quarta, 17 (3º Leilão Nelore Montana Potiguar); quinta, 18, (Leilão Sindi Estrelas); e sexta-feira, 19 (Leilão Pérolas do Nordeste). Também haverá na sexta o Grande Leilão Boer e Convidados de Ovinos, no Espaço da Associação Norteriograndense de Caprinos e Ovinos (Ancoc). Somente nos leilões estima-se que sejam movimentados R$ 5 milhões em negócios.

Desde o sábado, 13, até a sexta 19, serão realizados, ainda, os tradicionais julgamentos, incluindo as raças de bovinos (Pardo-Suíço, Sindi, Gir, Nelore, Gir, Girolando, Guzerá; Ovinos (Santa Inês, Dorper, White Dorper, Somalis, Soinga, Morada Nova e Cariri) e Caprinos (Boer, Anglo-Nubiana, Saanen, Toggenburg, Alpina, Bhujj, Savana e Kalarari). Também, como novidade deste ano, haverá exposição de bovinos da raça Senepol (originária do Caribe e com grande aptidão a altas temperaturas).

Outras atrações serão o desfile de cavalos Quarto de Milha, a Galeria dos Garanhões, a Exposição Nacional da Raça Sindi, e a 12ª Exposição Ranqueada do Cavalo Pônei de Parnamirim, com animais de diversas partes do Nordeste. Os passeios de pôneis, aliás, são uma atração à parte durante todos os dias da Festa do Boi.

Além dos leilões, julgamentos e desfiles de raças de bovinos, equinos, caprinos e ovinos, a Festa do Boi volta a contar este ano com algumas inovações introduzidas no ano passado e que fizeram bastante sucesso como a Feira de Aquarismo do Rio Grande do Norte; Exposição Nacional de Peixes Ornamentais, Mostra Nacional de Queijos Artesanais, exposição, degustação e comercialização de produtos que unem qualidade e valorização da cultura local.

Outra novidade que se repete este ano é a Copa Potiguar de Três Tambores – modalidade de montaria de exibição – que deve reunir cerca de 200 cavaleiros e distribuir mais de R$ 25 mil em prêmio. Haverá ainda, este ano, um show do humorista Zé Lezin, na segunda, 15 de outubro, às 20h, na área de exposições e eventos.

“Este ano tivemos um período chuvoso bem melhor e isso muda a nossa empolgação com o evento. A chuva é uma das matérias-primas do Agronegócio. Certamente deveremos ter números bem melhores, além de uma melhor qualidade dos animais em exposição, de todos os tipos. Toda a cadeira agropecuária deverá ter uma presença bem mais consistente no evento deste ano. A Festa do Boi, por sua tradição e sua envergadura, é um marco importantíssimo para o agronegócio potiguar e até do Nordeste”, afirma o presidente da Anorc, Marcelo Passos.