Publicidade
Preços
Procon Natal divulga ranking dos postos que vendem combustíveis mais baratos
Pesquisa foi feita em 66 postos de combustíveis nas quatro regiões administrativas da cidade. O Procon Natal reafirma que está com sua equipe preparada para qualquer possível abuso no repasse dos aumentos
José Aldenir/Agora Imagens
A pesquisa completa com o ranking dos postos que vendem o combustível mais barato está no site www.natal.rn.gov.br/procon

O Procon Natal – Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal – realizou, no dia 17 de julho, mais uma pesquisa para confirmar a redução nos preços de combustíveis. Foi constatada variação negativa e uma redução de (-0,90%) em relação à pesquisa anterior na primeira semana do mês.

A pesquisa foi feita em 66 postos de combustíveis nas quatro regiões administrativas da cidade. Apesar da paralisação de setores de transportes no primeiro semestre e da negociação do Governo Federal estabilizando o valor do diesel, os preços dos combustíveis em Natal apresentam variação negativa, mesmo que a Petrobras não tenha anunciado oficialmente qualquer mudança na sua política de equiparação do o barril de petróleo com a moeda internacional.

A pesquisa completa com o ranking dos postos que vendem o combustível mais barato está no site www.natal.rn.gov.br/procon. Em virtude da identificação de preços promocionais nos diversos postos da cidade e sem nenhuma posição da Petrobras e dos órgãos que regulamentam os valores dos combustíveis sobre redução nos preços, o Núcleo de Pesquisa do Procon Natal concluiu que se trata de uma promoção passageira que os donos de postos estão praticando.O Procon Natal orienta que os consumidores fiquem atentos aos preços, que estes verificam em sua rotina pesquisando sempre os melhores  valores e o custo-benefício na hora de abastecer.

O Procon Natal reafirma que está com sua equipe de fiscalização preparada para qualquer possível abuso no repasse de qualquer aumento que seja anunciado pela Petrobras e se configure crime contra a ordem econômica pelos donos de posto de gasolina, desde que receba denuncia por parte do consumidor.

Publicidade
Publicidade