terça,
Programação
Zelia Duncan e Jessier Quirino animam público durante o FLIN 2017
Segundo dia do Flin contou com o show da cantora Zélia Duncan, debates nas tendas literárias, o festival de violeiros e o pocket show de Jessier Quirino
Cantora Zélia Duncan durante o FLIN 2017
Marco Polo Veras / PMN
Cantora Zélia Duncan durante o FLIN 2017

Literatura, arte, poesia, viola e muita cultura para natalenses e turistas durante o Festival Literário de Natal (Flin). O segundo dia do Flin contou com o show da cantora Zélia Duncan, debates nas tendas literárias, o festival de violeiros e o pocket show de Jessier Quirino. O evento segue até o sábado, 11, com uma vasta programação.

Para o prefeito Carlos Eduardo participou da programação noturna do evento, “o Flin é um projeto cultural consolidado e importante, pois, estamos promovendo o livro e a leitura, sem falar da economia criativa, que tem um amplo espaço”.

Fechando a quinta-feira do Flin, a cantora Zélia Duncan usou um repertório com canções que retratam seu percurso, trajetória artística, os encontros e parcerias que marcaram sua carreira. “Estou muito feliz em participar do Flin, um evento muito importante para literatura. A cidade está de parabéns”, disse Duncan.

Entre os atentos, inicialmente ao debate e, logo, em seguida acompanhando o show, estava o estudante Gabriel Souza. Ele ficou impressionado com a dimensão do evento. “Vim pela primeira vez, meu intuito era só acompanhar Zélia Duncan discutindo sobre a Hilda Hilst, de quem eu sou admirador, mas está tudo tão bacana que vou participar dos demais eventos da noite e dos próximos dias”.

Viola é cultura nordestina e Natal virou a capital da viola durante o Flin. O Festival dos Violeiros recebeu as apresentações dos cantadores e repentistas Sebastião Dias e Zé Carlos do Pajéu, Oliveira de Panelas e Jonas Bezerra além de Aboiador Amâncio Sobrinho. Nas apresentações, os violeiros destacaram a importância e o valor do violeiro, personagem representativo da cultura do sertanejo.

“Todo ano está acontecendo e com sucesso. Com o apoio da Prefeitura do Natal estamos divulgando a nossa cultura. No evento, estão os melhores cantadores, não podemos deixar a cultura nordestina morrer”, destacou o cantador paraibano Amâncio Sobrinho.

Após a apresentação dos violeiros subiu ao palco o poeta Jessier Quirino, que fez o pocket show que levou o público ao delírio com suas poesias cantadas sobre “o matuto” e a vida do sertanejo no interior; risos e aplausos foram retirados do público presente.

TENDAS LITERÁRIAS

Um grande público acompanhou e interagiu com perguntas nos debates nas tendas literárias. Na Tenda Moacyr Cirne, as escritoras Diva Cunha e Nilvadete Ferreira lembraram Nísia Floresta, mostrando o papel da mulher na sociedade dos séculos 19 e 21, os direitos da mulher, a educação, a escravidão e a literatura potiguar. A história da primeira escritora do Rio Grande do Norte foi debatida pelas escritoras que apresentaram sua atuação em prol da literatura ao público presente na Tenda.

Por sua vez, a Tenda dos Autores, contou com a participação da escritora e jornalista potiguar Marize Castro e da cantora carioca Zélia Duncan que discutiram a poesia e obras de Hilda Hilst, considerada pela crítica especializada como uma das maiores escritoras em língua portuguesa do século 20. O tema foi uma sugestão da cantora. “Hilda implicava, Hilda provocava, ela queria leitores atentos e insistentes. Hoje, aqui no Flin, vejo que Hilda ia ficar muito feliz em ver pessoas que têm interesses incomuns em ler, por isso, é muito incrível estar no Flin”, destacou Zélia Duncan.
Programação de Sexta-feira – 10.11
8h as 9h – Contação de histórias Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare-RN
9h as 10h – Contação de histórias Companhia Pé de Baobá- PB
10h as 11h – Nerd e Otaku: diálogos de força: Gabriel Andrade-RN, Giovana Leandro-RN e Paulo Morais-RN. Mediação de Milena
Intervalo
13h as 14h – Contação de histórias Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare-RN
14h as 15h – Contação de histórias Companhia Pé de Baobá- PB
15h as 16h Mistura de versos: poesia, cordel e rap
Manoel Cavalcante-RN, Regina Azevedo-RN e Fábio Brazza- SP
Mediação de Carlos Fialho-RN
17h40 – Lançamento da Revista cultural digital #Brouhaha – 2017/01

18h – Tenda Moacy Cirne
“Conversas com Woden Madruga – 60 anos de jornalismo”
Com Tácito Costa, Franklin Jorge e Beatriz Madruga
Os convidados pontuarão a trajetória do decano do jornalismo potiguar, falando em jornalismo, política, cultura, cultura popular, memória, livros, amigos e cartas
19h – Tenda dos Autores
MESA 1: ‘romance: Ficção e Memória’
João Almino e Humberto Hermenegildo

20h – Tenda dos Autores
MESA 2: ‘Vale Tudo em Poesia?’
Antônio Cícero, Nelson Ascher e Vicente Serejo
21h – Lançamento de “Entre Facas, Algodão”, de João Almino
(Local: Estande da Cooperativa Cultural no FLIN)
21h10 – Tenda dos Autores
Mesa 3: Literatura e Cinema
Marcelo Rubens Paiva e Carla Camurati
22h – Palco
Show musical de “Os Nonatos”