Publicidade
Uma Noite na Polônia
Orquestra Sinfônica do RN apresenta concerto gratuito no Teatro Riachuelo na terça
Concerto vai oferecer um pouco da música polonesa e será regido por Mariusz Smolij, um dos maestros mais bem avaliados pela crítica internacional e que tem como característica a emoção
Orquestra Sinfônica do RN / Reprodução
Distribuição de ingressos acontece no dia do espetáculo

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte (OSRN) realiza na próxima terça-feira, 30, no Teatro Riachuelo, mais um concerto dentro do projeto “Movimento Sinfônico/Terças Clássicas”. A iniciativa contempla uma apresentação por mês com acesso gratuito da população.

Na apresentação de abril, a OSRN fará o concerto “Uma Noite na Polônia”, com dois grandes nomes da música clássica: um é o maestro polonês Mariusz Smolij e o outro é o solista Davi Graton, renomado violinista brasileiro.

Para quem adquiriu o ingresso via internet, a retirada será feita na Galeria Fernando Chiriboga – localizada no Midway Mall – neste domingo, 28, das 15h às 21h, e na segunda-feira, 29, das 10h às 22h. A distribuição do 2º lote de ingressos acontece no dia da apresentação, na terça-feira, também na Galeria Fernando Chiriboga, a partir das 10h.

“Uma Noite na Polônia” vai oferecer um pouco da música polonesa e será regido por Mariusz Smolij, um dos maestros mais bem avaliados pela crítica internacional e que tem como característica marcante emocionar o público.

Sempre com a intenção de oferecer experiências únicas, o diretor artístico e maestro da OSRN, Linus Lerner, preparou um repertório capaz de transpor a plateia para a terra de Chopin por meio de compositores que apresentam em suas obras parte da história, do folclore, das paixões e dos ritmos do país.

O programa do dia inclui obras de dois memoráveis compositores polacos do século XIX, como: Abertura da Ópera Paria de Stanisław Moniuszko; Concerto para Violino No 2 de Henryk Wieniawski e a Symphony No. 3 Polonesa de Peter Ilitch Tchaikovsky, compositor russo que nessa sinfonia de cinco movimentos apresenta muitos ritmos originais da terra de Chopin.

O Concerto também conta com solo do violinista brasileiro Davi Graton – um dos fundadores da Camerata Fukuda (uma das mais importantes orquestras de câmera do Brasil), na qual iniciou sua carreira como spalla. Em 2015, ele se tornou spalla interino da Orquestra Sinfônica de São Paulo, onde também é professor.

Publicidade
Publicidade