Publicidade
Terças clássicas
Orquestra Sinfônica do RN apresenta “Bijoux de France” nesta terça no Teatro Riachuelo
Para quem não garantiu os ingressos no primeiro lote, o 2º lote não precisa de cadastro prévio e tem distribuição nesta terça-feira, a partir das 10h, na Galeria Fernando Chiriboga
Brunno Martins
Orquestra Sinfônica do RN durante apresentação

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN vai transformar o palco do Teatro Riachuelo em noites francesas, no Movimento Sinfônico – Terças Clássicas que acontece nesta terça-feira, 21, às 20h, com o tema “Bijoux de France”, uma homenagem aos 200 anos do nascimento de Jacques Offenbach. Para quem não garantiu os ingressos no primeiro lote, o 2º lote não precisa de cadastro prévio e tem distribuição nesta terça-feira, a partir das 10h, na Galeria Fernando Chiriboga – Midway Mall. O interessado deve apresentar o CPF e um documento com foto para a retirada de, no máximo, dois ingressos.

Com singularidade a cada apresentação e casa lotada, a OSRN, desta vez, vai conduzir a plateia para a França, conhecida como um dos verdadeiros centros da música, onde gerações de compositores clássicos e da própria arte se formaram. Um tour musical regido por Linus Lerner, que traz na programação obras de compositores como Jacques Offenbach com a Abertura da ópera – A Bela Helena, Intermezzo e Barcarola da Ópera – Os Contos de Hoffmann e Abertura da Ópera – Orfeu no Inferno; Claude Debussy com a Petit Suite e Jean Françaix com o Concerto para Clarinete e Orquestra.

As obras de Offenbach, o homenageado do concerto, são cheias de imaginação rítmica e humor sarcástico. Para muitos críticos, o tom leve da música dele não indica superficialidade, e sim espontaneidade e naturalidade da autêntica sátira.

“Bijoux de France” será apresentado ao lado de grandes convidados. O clarinetista Lucas Ferreira, músico carioca de notável talento e, atualmente, membro da academia de música da OSESP e, com o canto emocionante de duas potiguares, a soprano Alzeny Nelo – mestre em música pela UFRN, com aperfeiçoamento pela Ecole Normale de Musique de Paris e estreia na cena lírica francesa, hoje, atua como preparadora vocal, corista e solista da Camerata de Vozes do RN. A outra convidada é a mezzo-soprano, Ariadne Mendes – natural de Natal, cursa canto lírico na UFRN e contabiliza no currículo participações em óperas, musicais e, pela Orquestra da UFRN já se apresentou para o Papa, durante cerimônia na Cátedra principal da Basílica de São Pedro. Ariadne atua como chefe de naipe dos contraltos no Madrigal da UFRN.

A OSRN é patrimônio cultural do RN e tem o Governo do Estado do Rio Grande do Norte como seu principal mantenedor. A temporada 2019 tem o patrocínio do CEI Mirassol, patrocínio via incentivo fiscal da Companhia Energética do RN (Cosern) e Instituto Neoenergia, por meio da Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN, da Unimed Natal, Hospital do Coração Natal e Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão.

O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e MAPA Realizações Culturais e conta ainda com o apoio do Teatro Riachuelo Natal, Opus Promoções, Galeria Fernando Chiriboga, Lado A Criativo, G7 Comunicação, Terrazzo Ponta Negra Flat e dos Restaurantes: Camarões Potiguar, Lacachete e Poti Restaurante.

Publicidade
Publicidade