Carnaval de Natal
Tribos de Índio desfilam pela 1ª vez em Ponta Negra e público aprova novidade
Cada uma das oito Tribos vão receber uma ajuda de custo da Prefeitura do Natal, por meio de recursos do orçamento geral da Funcarte no valor de R$ 9 mil
Marco Polo Veras / PMN
Tribo de índio durante desfile em Ponta Negra

A novidade deste ano no Carnaval Multicultural de Natal foi a mudança no local de desfile das tradicionais “Tribos de Índio”, que passaram para o Polo Ponta Negra. Com a mudança, as Tribos de Índio passam a desfilar como os blocos de rua, garantindo uma maior visibilidade. “Achei interessante, sou paulista e nunca tinha visto essa cultura dos índios desfilarem no carnaval em lugar nenhum”, disse o turista Diogo Fernandes.

Com oito Tribos credenciadas pela Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), todas saíram da rua Praia de Ponta Negra com destino final no palco principal do polo, localizado na Praça Ecológica.

“Ganhamos muito com a vinda dos desfiles das tribos aqui para Ponta Negra, antes saíamos daqui para a Ribeira só para assistir as apresentações e agora pudemos ficar aqui e aproveitar não só o desfile, mas também ao restante da programação”, explicou a moradora da Vila de Ponta Negra, Socorro Marques de Lucena.

Para Paulo Sérgio, responsável pela Tribo Tupi Guarani, a vinda do desfile para o Polo Ponta Negra gerou uma expectativa extra para todos. “É um desafio para todos nós e vamos mostrar um belíssimo desfile para todos”, disse.

O desfile foi aberto pela Tribo Gaviões Amarelos que arrancou aplausos do público presente. “Achei a iniciativa de trazer esse desfile para aqui excelente, eu mesma não conhecia as Tribos e é uma forma de não deixar a nossa cultura morrer”, enfatizou Larissa Souza, que veio de Parnamirim para prestigiar o desfile.

Apache, Saterê, Mobralino Mapabu, Tapuia, Tabajara, Guaraci e Tupi Guarani, concluíram o desfile. Ao final, os representantes de cada Tribo subiram ao palco principal na Praça Ecológica, onde foram agraciados com um diploma pela participação no Carnaval Multicultural de Natal. Não ocorrerá disputa pelo título de melhor Tribo de ìndio, algo inédito no Carnaval da cidade.

Apoio
Cada uma das oito Tribos de Índio vão receber uma ajuda de custo da Prefeitura do Natal, por meio de recursos do orçamento geral da Funcarte, no valor de R$ 9 mil.

As Tribos de Índio que participaram do desfile foram credenciadas pela Funcarte por uma Seleção Pública.