Publicidade
Postergação
Militares do Rio Grande do Norte decidem adiar mobilização para 4 de outubro
Agentes estaduais pretendiam paralisar suas atividades no dia 7 de setembro, data em que se celebra o Dia da Independência do Brasil; a Justiça potiguar, todavia, decidiu contra a validade do ato
Daísa Alves / Letra A
Militares decidiram fazer ato no dia da audiência conciliatória com o Governo do RN

Em Assembleia Geral Unificada ocorrida na tarde da última terça-feira, 4, no Clube Tiradentes – sede da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN), os policiais e bombeiros militares decidiram transferir o ato previsto para a próxima sexta-feira, 7, para o dia 4 de outubro, acatando, desta forma, a proposição da desembargadora Maria Zeneide Bezerra.

Em sua decisão a respeito da mobilização dos profissionais da segurança, a desembargadora convocou o Governo do Estado e as associações representativas dos militares do RN para uma audiência conciliatória no dia 4 de outubro. Assim, a Assembleia Geral de policiais e bombeiros militares deliberou uma nova mobilização para este dia, quando a categoria se reunirá em frente ao Tribunal de Justiça do RN, em ato público, às 9h.

Também foi levado em consideração o cumprimento ao Mandado de Segurança, com a previsão de multa de R$ 50.000,00, direcionada a cada associação de militares, determinado pela desembargadora Zeneide Bezerra.

Publicidade
Publicidade