Publicidade
Números
Governo do RN confirma que 56 presos fugiram durante dias de rebeliões no presídio de Alcaçuz
Informação foi confirmada pelo titular da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino, que ainda admitiu a possibilidade dos números aumentarem
Reprodução / Internet
Fuga em Alcaçuz

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), confirmou os primeiros números em relação às fugas que aconteceram na Penitenciária Estadual de Alcaçuz durante os dias em que o presídio enfrentou uma grande crise, inclusive uma rebelião que resultou, até agora, em 26 mortes brutais de membros de uma facção criminosa.

Segundo a Sejuc, após uma recontagem feita nesta quarta-feira (25), ficou constatado que 56 detentos conseguiram escapar da unidade prisional durante a crise. O secretário Wallber Virgolino, no entanto, afirmou que os números ainda podem subir e serão confirmados na medida em que as novas recontagens nos pavilhões foram realizadas pelo Governo.

Durante reunião do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) na Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, realizada na noite desta quarta-feira (25), o governador Robinson Faria destacou que o presídio estadual de Alcaçuz será desativado em breve.

O fim das operações na detenção ocorrerá tão logo as unidades prisionais de Ceará-Mirim, Afonso Bezerra e Mossoró estejam prontas, medidas que serão de médio/longo prazo. Juntas, as unidades prisionais terão capacidade para concentrar cerca de 2.200 apenados, número que reduz o déficit de vagas no regime.

Publicidade
Publicidade