Publicidade
Sistema Carcerário
Governo do RN apresenta projeto de ressocialização de apenados a empresários
Objetivo é criar um cenário para que empresas contratem mão de obra carcerária; atualmente, cerca de mil internos com bom comportamento participam de cursos de capacitação
Assecom - RN / Divulgação
Reunião aconteceu na sede da Fiern, nesta sexta-feira

O governador em exercício, Antenor Roberto e o secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, estiveram na tarde desta sexta-feira, 29, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern), para dialogar com empresários sobre o plano de reestruturação do sistema prisional do RN.

O objetivo é criar um cenário para que empresas contratem mão de obra carcerária. Isso pode ser feito por meio da contratação de apenados ou através da instalação de empresas dentro do sistema penitenciário.

“Uma das primeiras medidas que tomamos foi avançar na profissionalização das pessoas privadas de liberdade, bem como para os agentes penitenciários. Convocamos agentes concursados e adotamos medidas de valorização da categoria. O controle do sistema passa diretamente pelo desempenho desta função”, destacou o governador em exercício, Antenor Roberto.

O secretário Pedro Florêncio explicou que para manter o sistema seguro e sob controle, é preciso promover ações de ressocialização dos internos por meio de educação, capacitação e trabalho.

“Aquela pessoa que está cumprindo pena, em algum momento, vai retornar para a sociedade e cabe a nós a decisão de como vamos devolvê-a”, enfatizou.

O major Avelino, chefe de gabinete de Segurança Institucional da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), conduziu o encontro, com a apresentação de projetos semelhantes que estão em funcionamento em outros estados brasileiros.

Atualmente, cerca de mil internos com bom comportamento participam de cursos de capacitação promovidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem (Senai) por meio de contrato com a Seap.

Uma nova reunião entre o Governo do Estado e as empresas interessadas em aderir ao programa foi agendada para a próxima semana.

“Nós somos parceiros do Rio Grande do Norte, e temos a certeza de que este projeto de inclusão social  junto aos apenados, com o trabalho do Senai na formação e qualificação profissional, será um projeto de sucesso”, concluiu o presidente da Fiern, Amaro Sales.

Publicidade
Publicidade