Atuação
Durante paralisação da polícia GMN deteve 31 suspeitos e recuperou 65 veículos
Números levantados pela Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social correspondem a atuação da Guarda durante os 21 dias de paralisação dos servidores
José Aldenir/ Agora Imagens
Guarda Municipal esteve bastante presente nas ruas durante paralisação da polícia

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) contabilizou os números referentes a atuação da Guarda Municipal do Natal (GMN) durante os 21 dias em que as policias Militar e Civil realizaram paralisações. Os dados apontam que nesse período a GMN conseguiu recuperar 65 veículos com queixa de roubo ou furto e 31 pessoas suspeitas de cometer crimes foram detidas nas ações empreendidas pelas guarnições de patrulhamento ostensivo.

No primeiro momento, os guardas municipais atuaram garantindo a abertura e circulação de pessoas nas áreas comerciais dos bairros do Alecrim e Cidade Alta. Com 12 viaturas em patrulhamento de 24h a corporação conseguiu manter a estabilidade da ordem em conjunto com policiais lotados na Força Nacional.

Ações integradas realizadas no momento de crise na segurança pública estadual foram responsáveis pela prisão de duas quadrilhas especializadas em assaltos. Nessas situações, oito suspeitos foram presos e foram apreendidos pelos guardas municipais automóveis roubados com indícios de clonagem, além de armas de fogo e drogas.

Um ponto relevante do trabalho exercido pela GMN foi a garantia da lei e da ordem em quatro grandes eventos organizados pela Prefeitura em que foram comemorados as datas de Natal e Réveillon. Shows como os de Ricardo Chaves, Fagner, Pedrinho Mendes e a festividade de réveillon na praia da Redinha aglomeraram milhares de pessoas, que encontraram num efetivo de 40 guardas municipais a segurança necessária para festejar o momento com tranquilidade.

O patrulhamento da GMN aliado ao sistema de segurança do videomonitoramento coordenado pelo Gabinete de Gestão Integrada Municipal, ligado a Semdes, evitou quatro tentativas de suicídio na área da Ponte Newton Navaro. Os guardas municipais agiram com rapidez e por meio do diálogo resgataram os cidadãos que se encontravam próximos de se jogarem da ponte.

A GMN também foi acionada diversas vezes pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) para atender ocorrências relacionadas a homicídio e tentativa. Os guardas municipais foram os primeiros a chegar nesses casos e foram responsáveis pela perseguição de suspeitos e pela preservação do local de crime, dando condições para que as investigações empreendidas pela Polícia Civil tivessem elementos mais claros para identificar os criminosos.

O secretário da Semdes, João Paulo Mendes, parabenizou o trabalho desenvolvido pela GMN e ressaltou a capacidade técnica dos guardas municipais que realizaram todas as ações com respeito as normas legais, sem notificações de excessos e dentro dos padrões estabelecidos pelos manuais de segurança pública. “A sociedade aprovou o trabalho da Guarda Municipal e teve a certeza que a corporação conta com excelentes profissionais que passam anualmente por cursos de aperfeiçoamento com treinamento prático de armamento de fogo, além de reforçar os padrões legais de atuação policial”, comentou.

Um assunto lembrado pelo comandante da GMN, Michel Dantas, foi a repercussão em telejornais nacionais mostrando o trabalho de segurança exercida pelos guardas municipais de Natal. “No momento em que a população mais precisou a GMN esteve lá cumprindo sua missão constitucional de proteger o cidadão e zelar pela paz social. Nosso trabalho ganhou maior dimensão, porém ele é exercido diariamente com patrulhamento nas ruas, em escolas, unidades de saúde, enfim em toda a cidade”, ressaltou.

A postura firme da GMN diante da crise também foi reconhecida pela Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas do Rio Grande do Norte (Abracim-RN). A entidade representativa emitiu Certificado de Bravura em nome da Guarda Municipal do Natal (GMN) e do titular da Semdes, João Paulo Mendes.