Publicidade
Cortes na educação
Escolas estaduais aderem a protestos e suspendem aulas nesta quarta
No mês passado, o Ministério da Educação, liderado pelo ministro Abraham Weintraub, decidiu bloquear 24,84% dos recursos de todas as universidades e institutos federais
José Aldenir / Agora RN
Escolas estaduais do Rio Grande do Norte devem suspender as aulas nesta quarta-feira, 15

As escolas estaduais do Rio Grande do Norte não darão aulas nesta quarta-feira, 15. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte-RN), os profissionais e servidores resolveram aderir aos protestos contra os bloqueios da educação.

No mês passado, o Ministério da Educação, liderado pelo ministro Abraham Weintraub, decidiu bloquear 24,84% dos recursos de todas as universidades e institutos federais. Este bloqueio se refere às chamadas despesas discricionárias, consideradas não obrigatórias, e que contemplam gastos como água, luz, contratação de terceirizados e compra de materiais básicos.

Ao todo, o valor que será contingenciado soma R$ 1,7 bilhões, o que representa 3,43% do orçamento completo, incluindo as despesas obrigatórias. Para o Rio Grande do Norte, a Universidade Federal (UFRN), o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) receberam a notícia de que teriam R$ 101 milhões bloqueados no orçamento, o que deverá causar uma demissão em massa nas universidades.

De acordo com o governo federal, a queda na arrecação foi o motivo que obrigou o corte dos recursos. A equipe do presidente Jair Bolsonaro admitiu que o bloqueio pode ser repensado no futuro, caso a arrecadação se recupere.

Publicidade
Publicidade