terça,
Irregularidade
Educação investigará professores que pagam para terceiros darem aula
De acordo com secretária Cláudia Santa Rosa, pelo estágio das investigações, “há quase 100% de chances de [os processos] resultarem em demissões de professores, alguns em estágio probatório”
Divulgação/Assecom
Anúncio da decisão foi feito pela própria secretária Cláudia Santa Rosa em publicação no Facebook

A secretária estadual de Educação e Cultura (SEEC), Cláudia Santa Rosa, autorizou nesta sexta-feira, 12, a abertura ou prosseguimento de dezenas de processos administrativos contra professores da rede estadual de ensino que estariam pagando entre R$ 800 e R$ 1 mil para terceiros darem aula em seus lugares.

O anúncio da decisão foi feito pela própria secretária em publicação em seu perfil no Facebook. De acordo com Santa Rosa, pelo estágio das investigações, “há quase 100% de chances de [os processos] resultarem em demissões de professores, alguns em estágio probatório”.

Secretária estadual de Educação e Cultura (SEEC), Cláudia Santa Rosa – Foto: José Aldenir / Agora Imagens

Ainda segundo a coordenadora da pasta, os atos dos professores teriam a conivência de gestores escolares. Por este motivo, os diretores também serão investigados e poderão ser demitidos. A prática já estaria acontecendo “por meses e anos”.

“Grave, gravíssimo! Não preciso dizer o enquadramento legal e moral em um país imerso em investigações de corrupção e lesão dos bens públicos. A legislação é severa. Lamento!”, postou a secretária.

Atualmente, há 610 escolas estaduais no Rio Grande do Norte. O salário de base de um professor é R$ 2.455,35, para 40 horas semanais.

😞MANHÃ TRISTE – nem tudo são flores. Hoje tive de autorizar o prosseguimento e/ou a abertura de dezenas de processos…

Posted by Cláudia Santa Rosa on Friday, January 12, 2018