Publicidade
Câmara Municipal
Comissão de Direitos Humanos visita Associação de Pescadores do Maruim
Vereadores Divaneide Basílio (PT) e Maurício Gurgel (PSOL) estiveram presentes no encontro e se comprometeram em prestar apoio à causa
Marcelo Barroso / CMN
Associação conta com 500 associados da comunidade pesqueira, desse total, 200 são mulheres

A Comissão de Direitos Humanos, Proteção das Mulheres, Idosos, Trabalho e Minorias da Câmara Municipal de Natal realizou na manhã desta sexta-feira, 18, visita técnica à Associação dos Pescadores do Maruim, bairro das Rocas, zona Leste de Natal. A visita foi realizada após a presidência da entidade convidar os parlamentares a conhecerem as necessidades da Associação diante da problemática da falta de estrutura física que o espaço conta e da necessidade de atenção do poder público diante da pesca artesanal na capital potiguar.

Os vereadores Divaneide Basílio (PT) e Maurício Gurgel (PSOL) estiveram presentes no encontro e se comprometeram em prestar apoio à causa. A presidente da Associação, Rosângela Silva, enumerou que, atualmente, as principais necessidades do grupo estão em relação à mudança do prédio que abriga a instituição.

“Hoje esse prédio é nosso e o terreno da Companhia Docas Do Rio Grande do Norte (Codern), com o Governo Federal ficou acordado que com a expansão do Porto de Natal a Companhia nos daria um novo prédio ao lado do Mercado do Peixe. Isso nunca aconteceu. Então, a comunidade do Maruim foi retirada daqui, nós ficamos isolados, com estrutura física precária e esperando pela mudança”.

A Associação conta com 500 associados da comunidade pesqueira, desse total, 200 são mulheres. A diretoria da instituição também solicitou apoio da comissão em relação ao ofertamento de cursos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas).

“Nós vamos fazer um oficio para enviar a Codern, para a subsecretaria de Pesca do Estado, para a Semtas e várias outras autoridades competentes para darem retorno e solucionem as questões pontuadas. Pois os problemas aqui são problemas coletivos. Existem as necessidades do entorno da Associação, como a praça que está abandonada e a falta dos cursos para os associados. Antes existiam cursos de beneficiamento de pescado para fortalecer a atividade e estimuyla a pesca artesanal, isso não existe mais e é um dos pontos que nós queremos saber por que”, detalhou a presidente da Comissão, Divaneide Basílio. 

A parlamentar também anunciou que no próximo dia 30 acontecerá uma sessão popular em Brasília Teimosa . “Queremos tratar sobre a região da orla, falar sobre o trabalho dos pescadores e também tratar sobre temas ambientais, detalhando ainda sobre o cuidado e preservação com a cidade”, complementou. 

Rosa Silva agradeceu a presença dos vereadores e pontuou a importância da valorização da pesca artesanal para a nossa cidade. “Essa região deveria ser um ponto turístico, mas do jeito que está é impossível. Nós sonhamos com melhor estrutura, onde as pessoas possam parar para ver o por sol e os pescadores tenham um ponto de apoio”, concluiu.

O vereador Maurício Gurgel também acompanhou de perto a visita e se comprometeu a apoiar a causa, tendo em vista a sua importância para a categoria. “Nós iniciamos o diálogo e vamos defendê-los na revisão do Plano Diretor. Aqui precisa muita coisa, embora o Mercado do Peixe  funcione bem, por exemplo como um ponto positivo da área, nós precisamos tratar da Colônia dos Pescadores”,  concluiu.

Publicidade
Publicidade