Estacionamento
Comerciantes do Alecrim voltam a pedir estabelecimento da Zona Azul no bairro
Segundo os comerciantes ouvidos pelo Agora RN, a falta de vagas para estacionamento é responsável por 20% das compras que deixam de ser feitas no Alecrim em média todos os dias
José Aldenir/Agora Imagens
Conseguir estacionar no Alecrim tornou-se um longo exercício de paciência

Dois anos depois do então prefeito Carlos Eduardo derrubar a iniciativa, a Associação dos Comerciantes do Alecrim voltou a pedir a implantação pelo município do estacionamento rotativo nas ruas do bairro (Zona Azul).

Segundo os comerciantes ouvidos pelo Agora RN, a falta de vagas para estacionamento é responsável por 20% das compras que deixam de ser feitas no Alecrim em média todos os dias.

Ao longo dos últimos anos, esse problema contribuiu para que o comércio local perdesse 40% do movimento, segundo a estimativa dos próprios comerciantes.

Durante audiência com o prefeito Álvaro Dias, o presidente da Associação dos Empresários do Alecrim, Pedro Campos de Azevedo, entregou uma ambiciosa relação de projetos para a revitalização do bairro.

Na lista de 18 itens estão desde a construção de uma rotatória no cruzamento da Avenida Presidente José Bento e Rua dos Paianazes; asfaltamento da Rua dos Pajeús, no trecho da Avenida Presidente Bandeira até a Avenida Presidente José Bento até a padronização das calçadas do bairro e colocação de lixeiras em todas elas.

O documento entregue por Pedro Campos ao prefeito Álvaro Dias pede também a manutenção do sistema de drenagem com limpeza permanente das bocas de lobo; revitalização da Praça Gentil Ferreira; proibição de novas ocupações, com a presença permanente de fiscais da Prefeitura e disciplinamento das áreas de cargas e descargas.

Entre os pleitos dos comerciantes, há ainda a criação de uma linha de ônibus para fazer integração com o transporte ferroviário (VLT); melhoria da limpeza pública e coleta de lixo, da iluminação pública e um pedido curioso, que já deveria fazer parte das preocupações de todos os gestores: tornar permanente a poda de árvores.

O presidente da Associação dos Empresários do Alecrim não economizou pedidos ao prefeito. Incluiu a construção de uma rotatória no cruzamento da Avenida Presidente José Bento com a Rua Presidente José Gonçalves; a reorganização das linhas de ônibus que transitam no bairro, com a implantação de uma Estação de Transferência; recapeamento das ruas e avenidas que apresentam visível desgaste no asfalto e, finalmente, a criação de espaços para alocação dos ambulantes, através de investimentos públicos ou parceria público-privado.