Publicidade
Alternativa
Com paralisação da Polícia Civil, natalense pode fazer BOs no Comando da PM
Delegacias amanheceram fechadas nesta sexta, 8, em razão de um protesto de agentes e escrivães da Polícia Civil
José Aldenir/Agora RN

Por causa da paralisação de agentes e escrivães da Polícia Civil, o atendimento à população que precisa fazer o registro de boletins de ocorrência, por exemplo, estão sendo realizados no Comando Geral da Polícia Militar, no bairro do Tirol, em Natal. A medida, que foi anunciada como uma ação momentânea.

Nesta sexta-feira, 8, as delegacias da capital potiguar amanheceram fechadas. A paralisação, a segunda em menos de duas semanas, acontece após mais um desacordo entre a categoria e o Governo do Estado.

Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte (Sinpol), Nilton Ferreira explicou que a categoria cobra do Governo melhorias no projeto de reestruturação de carreira, bem como as promoções atrasadas ainda não implantadas, além da previsão de pagamento dos salários atrasados e melhores condições de trabalho.

APOIO

A Associação dos Delegados de Polícia Civil (Adepol/RN) manifestou apoio aos demais policiais civis do estado. Em nota, disse que “segurança é, ou ao menos deveria ser, prioridade de qualquer gestão”. E acrescentou: “oferecer condições dignas de trabalho, implantar o efetivo necessário às investigações e reestruturar todas as carreiras da Polícia Civil, equalizando as disparidades entre as classes de cada carreira, são medidas urgentes que se impõem, e que devem ser enfrentadas pelo Governo do Estado”.

A Adepol disse, ainda, que os delegados de polícia deverão se reunir em assembleia para deliberar as medidas e ações que serão tomadas nos próximos dias, e, desde já, conclamou que os delegados não sejam voluntários para trabalhar de forma extraordinária, seguindo a postura do Sinpol, até que o Governo do Estado dialogue com as categorias.

Publicidade
Publicidade