Lançamento
Campanha de prevenção ao câncer infantojuvenil é lançada em Natal
Setembro Dourado têm como objetivo principal é divulgar importância do diagnóstico precoce e ajudar às famílias a identificar sinais e sintomas do câncer
Cedida/ CONIACC
Campanha foi lançada oficialmente nesta sexta-feira, 01º

A campanha Setembro Dourado foi lançada oficialmente nesta sexta-feira, 01º, no Salão Nobre do Palácio Frei Miguelinho, sede da Prefeitura do Natal. “Ainda perdemos muitas crianças para o câncer todos os anos, precisamos nos unir e juntar cada vez mais gente nesta batalha, que, se vencermos, toda sociedade se beneficia”, conclamou Rilder Campos, presidente da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC). A Confederação representa hoje 53 instituições no país inteiro.

O município de Natal é pioneiro na Lei que instituiu o Setembro Dourado dentro do calendário oficial da Prefeitura. Desta forma, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) coloca os seus cinco distritos sanitários e todas as unidades de saúde à disposição da campanha. Participam ainda as Secretarias Municipais de Educação, Trabalho e Assistência Social e Comunicação Social. “Quando a doença é diagnosticada a tempo a criança tem a chance de se tornar um adulto e se engajar na causa, tornando-se um multiplicador, destacou o prefeito do Natal, Carlos Eduardo Alves”.

A campanha Setembro Dourado ocorre durante todo o mês de setembro em todo o país e envolve as instituições de apoio à criança e ao adolescente com câncer. O objetivo principal é divulgar a importância do diagnóstico precoce e ajudar às famílias a identificar sinais e sintomas da doença. O presidente da Coniacc, Rilder Campos alerta que, quando a criança tem o diagnóstico precoce, a chance de cura é maior.

“Precisamos lutar contra o câncer e mudar a atual realidade. Existe um gargalo que precisamos vencer no Brasil: as instituições de apoio e tratamento melhoraram muito, mas os índices de cura não evoluíram, precisamos multiplicar a informação. É um trabalho incessante e muito difícil, é um enfrentamento que acontece todos os dias. Com o diagnóstico precoce, os tratamentos são menos invasivos e mais baratos, com mais possibilidade de cura”, reforçou Rilder.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que ocorrerão cerca de 12.600 casos novos de câncer em crianças e adolescentes no país por ano em 2017. No Brasil, em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. No Nordeste a taxa de cura é de 40%.

Mais informações: setembrodourado.org.br.

Ação Infância e Vida

Paralelo ao Setembro Dourado, acontece a Ação Infância e Vida, uma parceria entre o Banco do Brasil e a CONIACC. A campanha, que está no terceiro ano, também visa divulgar informações sobre os sinais e sintomas do câncer infantojuvenil e seu diagnóstico precoce. Tem ainda como propósito arrecadar doações para fortalecer o sistema de apoio e assistência à criança e ao adolescente com câncer em todas as regiões do Brasil.

As doações para a Ação Infância e Vida podem ser feitas por meio da troca de pontos Dotz, Ponto pra Você e Ponto pra sua Empresa – através da Livelo – e Smiles.

Podem também ser de qualquer valor, através da conta da CONIACC no BB – Agência: 2870-3 – Conta Corrente: 33.000-0.

A campanha começou em 15 de agosto e vai até 15 de outubro, no entanto, os mecanismos de doação ficarão disponíveis após este período, com exceção da Smiles, que terá período determinado para doações.

Mais detalhes da ação Infância e Vida: bb.com.br/infanciaevida.

Sobre a CONIACC

A Confederação Nacional das Instituições de Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer – CONIACC representa as organizações de apoio à criança e ao adolescente com câncer espalhadas por todo o Brasil. Atualmente conta com 52 filiadas.

A CONIACC propõe uma nova abordagem do papel das Instituições de Assistência às Crianças e Adolescentes com Câncer, ancoradas por uma visão de futuro, reconhecendo a responsabilidade de sua liderança em proporcionar melhor qualidade de vida e dignidade, minimizando a dor e o sofrimento dos pacientes portadores de câncer infantojuvenil.