Publicidade
Queixa
Aumento abusivo é a maior reclamação de clientes de planos de saúde
RN tem 517 mil usuários de planos de saúde, dos quais 300 mil estão concentrados em Natal, mas, quando se trata de reclamações, o número é baixo: apenas 158 no ano passado e 134 em 2017
José Aldenir / Agora RN
Advogada Keyla Azevedo

O Rio Grande do Norte tem 517 mil usuários de planos de saúde, dos quais 300 mil estão concentrados em Natal, mas, quando se trata de reclamações, o número é baixo: apenas 158 no ano passado e 134 em 2017. Essa constatação foi feita pelo advogado Cyrus Benavides, que comandou o Procon estadual por quatro anos. E a principal queixa é em relação a aumentos abusivos.

Em entrevista ao programa “Agora é a hora”, apresentado por Renato Dantas, com a participação dos jornalistas Joaquim Pinheiro e Jalmir Oliveira, na rádio Agora FM (97,9), Cyrus Benavides, acompanhado da também advogada Keyla Azevedo e do médico hematologista Enildo Alves, disse que os planos de saúde só prosperaram porque a saúde pública está longe de conter as demandas sociais, mas a crise econômica que ainda assola o país fez com que 12 milhões de pessoas deixassem de pagar e voltaram para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Para a advogada Keyla Azevedo, especialista em planos de saúde, a maior parte da população não tem ideia do que realmente tem direito e sequer sabe o que está pagando. Ela, junto com Cyrus Benavides, vem realizando uma série de palestras sobre a difusão dos direitos nos planos de saúde, aconselha aos clientes a procurarem esclarecimentos com advogados, ou pelo próprio Procon. “Mudança de plano, mesmo para pagar menos, pode significar perda de direitos e pessoas com mais de 60 anos devem ficar ainda mais atentas para evitar reajustes abusivos”, disse

Publicidade
Publicidade