terça,
Críticas
Após ocupação, Carlos Eduardo tacha sindicalistas de “baderneiros desqualificados”
Prefeito de Natal lamentou 'baderna' realizada no prédio da Semad na última terça e reafirmou pagamento de salários para esta quarta
Alex Régis / Prefeitura do Natal
Carlos Eduardo, prefeito de Natal

Depois da ocupação realizada no prédio da Secretaria Municipal de Administração (Semad) na manhã desta terça-feira (10), liderada por membros do Sinsenat, Sindern, Soern, SindSaúde e SindGuardas, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), foi ao Twitter para criticar a ação dos sindicalistas.

Através do microblog, o chefe do executivo municipal reafirmou o compromisso de pagamento dos 30% restantes da folha de dezembro para esta quarta-feira (11) e lamentou a ação dos sindicalistas na última terça, que segundo a Prefeitura, ‘impediu’ o repasse dos valores aos bancos naquela ocasião.

carlos-eduardo10

Prefeito não poupou críticas após invasão ao prédio da Semad nesta terça-feira. (Foto: Reprodução / Twitter)

“Pagamos hoje os 30% restantes da folha de dezembro, conforme anunciamos no início da semana. Dirigentes sindicais, mesmo sabendo que pagaríamos a folha, invadiram arbitrariamente a secretaria em ato politiqueiro. Dirigentes sindicais agrediram fisicamente alguns servidores e os casos foram para a delegacia e para a Procuradoria de Justiça”, escreveu o prefeito.

Para Carlos Eduardo, os sindicalistas estão confundindo as bandeiras que representam com partidos políticos e isso tem gerado desgaste na categoria. “Dirigentes sindicais confundem sindicato com seus partidos, transformando-se em verdadeiros baderneiros desqualificados”, completou.

Até o fechamento desta reportagem, nenhum sindicato havia se pronunciado quanto as declarações do prefeito de Natal.