Publicidade
Repasse
Álvaro Dias assina cessão de terreno para Hospital da Mulher na zona Norte
Universidade Federal do RN possui um orçamento inicial de R$ 10 milhões para iniciar as obras com os investimentos, podendo chegar até a R$ 120 milhões
Divulgação / PMN

A zona norte de Natal ganhará em breve o Hospital da Mulher com capacidade para 200 leitos e que vai ofertar todos os serviços ligados a saúde feminina. A sessão do terreno foi feita pela Prefeitura de Natal. A solenidade que oficializou o repasse do terreno do poder executivo municipal para Universidade Federal do Rio Grande do Norte aconteceu na manhã desta sexta-feira, 12, no salão nobre do Palácio Felipe Camarão.

Na oportunidade, o prefeito de Natal, Álvaro Dias, e a reitora da UFRN, Ângela Paiva, fizeram a assinatura do documento. O evento também contou com a presença do médico, professor e ex-presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), Kleber Morais.  

O terreno que sediará a unidade fica localizado no bairro Potengi e possui 16.410m². O hospital terá uma importância fundamental na assistência médica e hospitalar das mulheres de Natal, região metropolitana e municípios circunvizinhos.

O valor educacional do equipamento também é enorme, já que servirá para pesquisa, extensão e ensino servindo aos cursos da área de saúde da UFRN. A Universidade Federal possui um orçamento inicial de R$ 10 milhões para iniciar as obras com os investimentos, podendo chegar até a R$ 120 milhões. A previsão é que a construção dure três anos.

Para o prefeito Álvaro Dias a sessão do terreno representou um momento significativo, já que como médico ele tem uma sensibilidade maior a causa da saúde e sabe da importância que o hospital terá para as mulheres:

“Estou realizado como gestor e médico. Esse é um momento bastante significativo. O Hospital da Mulher chega para preencher uma lacuna na nossa zona norte e vai oferecer o melhor para suas pacientes quando tiver em pleno funcionamento. Estou muito feliz e quero destacar aqui o papel de todos os envolvidos nesse processo. A união da UFRN que apresentou o projeto com o poder executivo municipal que providenciou o terreno e com a Câmara Municipal que aprovou a doação foi salutar para a obtenção desse grande benefício para Natal”, destacou.

A reitora da UFRN, Ângela Paiva, agradeceu a sensibilidade do poder executivo municipal e garantiu que agora vai agilizar os processos para que as obras tenham início rapidamente: “A Prefeitura demonstrou o seu compromisso ao ceder o terreno e agora vamos correr contra o tempo para viabilizar as obras”.

O professor Kleber Morais projeta uma grande melhoria nos serviços de atendimento materno-infantil de Natal quando o Hospital tiver em funcionamento: “Natal possui as maternidades Leide Morais e Araken Pinto que prestam um grande serviço as mulheres da cidade. Mesmo assim, ainda temos uma alta demanda na Maternidade Januário Cicco e a chegada desse equipamento na zona norte vai ajudar a desafogar o atendimento e melhorar a resposta para as pacientes que chegam. A rede será complementada”, destacou.

Publicidade
Publicidade