Publicidade
Atuação
Ação elimina pontos de acúmulo para evitar proliferação do Aedes aegypti
Supervisor de fiscalização ambiental da Semurb, Evânio Mafra, explica que a força tarefa identificou previamente os pontos que apresentam ambiente favorável para a reprodução do mosquito
Assessoria de Imprensa
Objetivo foi eliminar pontos de acumulação de materiais inservíveis ou objetos que acabam contribuindo para a proliferação

Uma ação integrada reuniu agentes da fiscalização ambiental da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Urbana, Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde(SMS), com o objetivo de eliminar pontos de acumulação de materiais inservíveis ou objetos que acabam contribuindo para a proliferação de vetores, principalmente o mosquito Aedes aegypti. O trabalho foi inciado numa sucata do bairro do Alecrim, zona leste da cidade, local que já havia sido notificado pela Semurb e já existia processo pronto para execução.

O supervisor de fiscalização ambiental da Semurb, Evânio Mafra, explica que a força tarefa identificou previamente os pontos que apresentam ambiente favorável para a reprodução do mosquito na cidade como lixões, sucatas, terrenos baldios entre outros .Eque pelo cronograma os próximos locais que vão receber a ação estão no Planalto e Cidade Satélite.

Ainda segundo Mafra, o trabalho de hoje foi retirou do local 9m³ de materiais entulhados entre madeira, sobras de construção civil, recicláveis e lixo, além de 290 kg de ferro, todos tiveram destino adequados.“A meta é eliminar o que chamamos de pontos estratégicos para focos do mosquito transmissor dadengue, zika e chikungunya”, comenta.

É importante destacar que a população deve ser parceira do poder público nos cuidados diários para combater o mosquito entre eles: evitar acúmulo de materiais inservíveis ou objetos (garrafas, copos, pneus, entre outros), sempre acondicioná-los de forma correta e segura e manter os recipientes bem tampados, por exemplo. Além de denunciar locais onde existe foco de dengue pelo telefone da vigilância sanitária: 0800-281-4031, 3232-8176 ou 3232-8608. Ou de pontos acumulares na Ouvidoria da Semurb no 3232-9829.

Publicidade
Publicidade