terça, 24 de janeiro de 2017
Futurística
Volkswagen mostra Kombi elétrica, o segundo conceito da família I.D.
Modelo possui tração traseira e, graças ao potente motor elétrico, vai de zero a 100 km/h em 5 segundos
45w853
Divulgação
O conceito usa a plataforma MEB, específica para veículos elétricos da Volkswagen

A Volkswagen quer mesmo ter uma Kombi elétrica. Depois de apresentar a Budd-e durante a CES de 2016, a montadora mostrou a I.D. Buzz, mais uma versão elétrica da Kombi. O conceito é uma espécie de van, cheia de tecnologia e funções semi-autônomas.

Assim como a Kombi tradicional, a novidade tem duas cores – amarelo e prata. O logotipo na dianteira é iluminado, os faróis e as lanternas são finos e as rodas de liga leve de 22 polegadas são pintadas em cinza. O I.D. Buzz é o segundo integrante da família I.D. – o primeiro foi apresentado durante o último Salão de Paris. O nome Buzz tem duplo significado: o barulho dos carros elétricos e a pronuncia parecida com o apelido da Kombi nos Estados Unidos, Bus.

No interior, cabem oito pessoas e todos podem ser passageiros depois de ativar o modo I.D. Pilot. Quando o modo autônomo é acionado, o volante retrai e entra no painel de instrumentos para liberar mais espaço – o banco do condutor pode inclusive ficar virado para trás.

Motorização

Dois motores elétricos, um na dianteira e outro na traseira, oferecem 374 cv de potência. A tração é integral e a autonomia é de 434 km. Graças ao motor forte, o zero a 100 km/h é realizado em 5 segundos e a velocidade é limitada eletronicamente a 160 km/h. A bateria de 111 kWh tem autonomia de 600 quilômetros e chega a um nível de 80% em meia hora, mas só quando um carregador rápido estiver sendo utilizado.

O conceito usa a plataforma MEB, específica para veículos elétricos da Volkswagen. Durante o salão, a marca confirmou os planos de produzir 30 modelos elétricos até 2025. O que significa que a família I.D. deve aumentar.

 

 

Fonte: Autoesporte