segunda, 27 de fevereiro de 2017
Riscos
Hyundai convoca recall de 139 mil HB20 por risco iminente de incêndio
Defeito atinge carros com ano/modelo 2013 a 2015 e representa o quinto maior recall de 2016
r5t4u45u
Ilustração
A empresa alerta que o risco aos consumidores existe caso líquidos sejam derramados sobre o indicador de marchas

A Hyundai do Brasil anunciou nos últimos dias que quase 140 mil unidades de seu modelo mais vendido, o HB20, têm um defeito de fabricação capaz de causar incêndios. Por conta disso, a empresa convocou o quinto maior recall de 2016, totalizando 139.159 unidades chamadas de uma só vez.

Segundo a Hyundai, o defeito atinge unidades do HB20 ano/modelo 2013 a 2015 sempre equipados com motor 1.6 e transmissão automática. Os carros foram fabricados entre 16 de agosto de 2012 e 31 de outubro de 2015 e têm numeração de chassi não sequencial entre 9BHBH51DBDP010003 e 9BHBH41DBFP533864.

A empresa alerta que o risco aos consumidores existe caso líquidos sejam derramados sobre o indicador de marchas no console central do câmbio, ao lado do suporte para copos. Mais especificamente, trata-se da base do câmbio, que apresenta as indicações “P”, “N”, “R” e “D”. Por conta de uma falha na vedação desta peça, o líquido pode infiltrar no console e entrar em contato com o circuito elétrico de iluminação do painel indicador de marchas. Caso isso aconteça, pode haver um curto-circuito nesse sistema, gerando superaquecimento e incêndio. Portanto, há risco de lesões aos passageiros e a pessoas que estejam próximas do carro, além de danos materiais.

O reparo do defeito é gratuito, conforme previsto em lei, e pode ser feito desde o dia 28 de dezembro do ano passado. Vale lembrar que o atendimento o recall não tem data limite para ser feito e pode ser atendido mesmo por quem comprou o veículo seminovo. Ainda, não é necessário estar em dia com as manutenções previstas pela montadora para ter direito ao conserto gratuito.

 

 

Fonte: Autoesporte