Pressa
Hyundai afirma que a picape Santa Cruz deverá chegar o quanto antes
Mesmo com a previsão de ser lançada apenas em 2020, executivos demonstram que fabricante aposta no sucesso do novo modelo
Divulgação/ Hyundai
Espera-se que o utilitário irá contar com o extensor da parte traseira,

O vai e vem sobre a decisão de produzir a picape Hyundai Santa Cruz acaba de ganhar duas certezas: chegará o quanto antes e terá uma “irmã” da Kia, segundo declarou o chefe de Design Luc Donckerwolke ao site da revista inglesa Autocar. Anteriormente, o executivo da fabricante nos Estados Unidos, Brian Smith, afirmou que o utilitário vai ser lançado apenas a partir de 2020. Será que chegará ainda antes?

Entretanto, ainda não se sabe o quanto a versão de produção do Hyundai Santa Cruz será parecida com o protótipo. Pelo pouco que é possível afirmar até agora, o certo é que o novo modelo não será vendido com motor a diesel e terá como objetivo o mercado americano. Embora a versão conceitual seja equipado com um 2.0 turbodiesel, de 192 cv e 41,2 kgfm, outros rumores levantam a hipótese de um 1.6 turbo, de 203 cv e 26,5 kgfm, além de outro 2.4 aspirado, de 187 cv e 24 kgfm. Com isso, rivalizará com Renault Alaskan , Mercedes-Benz Classe X , Mitsubishi L200 e outros deste segmento.

Ainda sobre a versão conceitual, também é sabido que sua base é a mesma da nova geração do SUV Tucson, bem como que a picape terá cinco lugares e tração integral. Dando uma olhada no desenho da versão conceitual, destacam-se detalhes como o teto de perfil baixo e as portas traseiras abertas para o lado direito no sentido oposto das dianteiras.

Espera-se que o utilitário irá contar com o extensor da parte traseira, projetado como parte de um sistema de carga integrado e extensível. O recurso, incomum em veículos desse tipo, funciona como uma gaveta e permite que o compartimento deslize para trás, oferecendo mais espaço para cargas maiores. Segundo a marca, a área tem capacidade para acomodar até uma moto média.

A nova picape com uma enorme grade hexagonal frontal, lanternas espichadas, faróis de neblina de LED e portas traseiras com abertura invertida, que garantem acesso mais fácil aos bancos traseiros. A fabricante espera que a picape assumirá a identidade visual da marca que depois será reproduzida em outros modelos.

De qualquer forma, mesmo com o atraso nos planos de lançamento do Hyundai Santa Cruz , a fabricante acredita que o modelo será bem aceito, o que é fundamentado por causa do apelo aventureiro e estiloso do carro que tem como objetivo aumentar o volume de vendas da marca coreana ao redor do mundo, mas, principalmente, no promissor mercado norte-americano.

 

 

Fonte: iG