quinta, 30 de março de 2017
Pressão
Ford cancela investimento de US$1,6 bi no México após crítica de Trump
Em setembro de 2016, o então candidato à presidência ameaçou aplicar tarifas alfandegárias de 35% aos produtos da Ford produzidos no México se fosse eleito
e665i
Ilustração
Os planos de produção da companhia americana no México foram frequente alvo dos ataques

A Ford cancelou nesta terça-feira um investimento de 1,6 bilhão de dólares (mais de 4 bilhões de reais) na cidade de San Luis de Potosí, no México, onde iria construir uma nova unidade de montagem de veículos. Em comunicado, a Ford também disse que produzirá a nova geração do modelo Focus na fábrica que tem na cidade de Hermosillo “para melhorar a rentabilidade da companhia”, e que investirá 700 milhões de dólares (2,5 bilhões de reais) em Flat Rock, no estado de Michigan, nos Estados Unidos.

O presidente da montadora, Mark Fields, negou depois, em uma entrevista à rede de televisão CNN, que o cancelamento do investimento no México fosse uma concessão ao presidente eleito dos EUA, Donald Trump, que defende um protecionismo econômico. “Não chegamos a um acordo com Trump. Nós o fizemos por nosso negócio”, garantiu Fields.

A Ford acrescentou que o investimento em Flat Rock será para a produção de veículos autônomos e elétricos e criará 700 postos de trabalho diretos. Os planos de produção da companhia americana no México foram frequente alvo dos ataques de Trump nos últimos meses. Em setembro de 2016, o então candidato à presidência ameaçou aplicar tarifas alfandegárias de 35% aos produtos da Ford produzidos no México se fosse eleito.

Trump também afirmou que a Ford demitiria trabalhadores nos Estados Unidos para produzir veículos em San Luis de Potosí, o que foi categoricamente negado por Fields. Pouco antes do anúncio da Ford, o presidente eleito atacou a General Motors (GM) e ameaçou a montadora com a imposição de tarifas a menos que produza seus veículos nos Estados Unidos.

“A General Motors está enviando o modelo Chevy Cruze feito no México às concessionárias dos EUA sem tarifas. Fabrique nos EUA ou pague uma grande taxa alfandegária!”, ameaçou Trump no Twitter. Após a mensagem do presidente eleito, a GM afirmou em um breve comunicado que produz a versão sedan do Cruze no estado de Ohio.

 

 

Fonte: Veja