Publicidade
Turismo
Alta temporada em Pipa: destino vive expectativa para chegada dos visitantes
Cadeia do turismo, formada por vendedores, proprietários de restaurantes e demais prestadores de serviços, se prepara para o período do verão
Pousadas da região de Tibau do Sul e Pipa esperam 100% de ocupação na alta temporada

Com a chegada da alta temporada, cresce a expectativa da cidade, que se prepara para a chegada dos milhares de turistas, que vêm de várias partes do mundo. De vendedores ambulantes a proprietários de restaurantes, grandes resorts e pousadas, passando por barracas de praia e taxistas, há uma enorme cadeia de comércio e de prestadores de serviços que se organiza para o período, que registra um grande aumento no fluxo de pessoas visitando a cidade.

Jaqueline Bello, diretora de pousada na cidade, diz que, apesar do ano difícil, a expectativa é a mesma dos anos anteriores. “Estamos com ocupação máxima da pousada já há dois meses. Esperamos a cidade lotada e, por isso, vamos trabalhar muito para atender nossos hóspedes da melhor forma. Nosso público é o regional, mas também recebemos muitos estrangeiros, em especial os argentinos. Como a economia está ruim por lá, talvez tenhamos alguma diminuição, mas somente para esse público”, declarou.

A cidade registrou também a abertura de novos comércios. Morador de Pipa desde 2003, sempre trabalhando como funcionário do setor de restaurantes, Patrício Barros inaugurou sua própria casa há dois meses. Nos 16 anos como morador da cidade, entendeu a sazonalidade do comércio.

Empresário Patrício Barros, chef Assis Chaves e chef Régio Allan

“Sempre acompanhei a chegada dessa época como funcionário. Ainda que tenhamos público o ano inteiro, a temporada é bem diferente. Nossa expectativa é das melhores. Estamos apostando tudo, fazendo estoque, contratando mais funcionários e criando atrativos para o restaurante”, disse ele, que destacou que, para o Natal e o Ano Novo, terá pratos exclusivamente criados para as datas, com camarão VG e atum.

A paraibana Zil Monteiro inaugurou, há três meses, uma loja de queijos e vinhos na cidade. “Estamos indo bem, e esperamos a temporada com o astral lá em cima, porque sabemos que a cidade tem potencial. Pipa é cheia de atrativos e tem fama de receber bem as pessoas. Esperamos um crescimento forte para os próximos meses e estamos trabalhando muito pra atender o turista da melhor forma,“ disse.

Com a única loja especializada em macramê (técnica de tecer cordas de algodão sem agulhas ou ferramentas) na cidade, o mineiro Leandro Alencar também está otimista. Trabalhando exclusivamente com produtos artesanais, acredita que o seu produto agrade muito por ser feito à mão.

Loja prepara cardápio de queijos e vinhos finos para os turistas

“Com a temporada, a cidade recebe gente de diversos lugares, e os turistas valorizam muito o nosso artesanato. O conceito handmade está cada vez mais em evidência, e a expectativa é das melhores”, declarou.

Pipa é categoria “A” no ranking de Turismo

O crescimento do fluxo de turistas e do número de meios de hospedagem e empregos gerados pelo setor colocaram Tibau do Sul na categoria “A” no Mapa do Turismo Brasileiro, na categorização feita pelo Ministério do Turismo no ano passado e, em 2019, o município segue no topo do ranking nacional.

O crescimento no número de empregos formais no setor de hospedagem, bem como dos estabelecimentos formais de hospedagem, além do aumento do fluxo turístico doméstico e internacional foram determinantes para que o município subisse da categoria B, em 2015, para a categoria A. As informações são do Ministério do Turismo.

Publicidade
Publicidade